Prefeitura Municipal de Aracaju/SE

População já se sente mais tranquila com operação Terminal Seguro

Sair cedo de casa, muitas vezes antes mesmo das 7h, seguir para um ponto de ônibus ou terminal passou a ser, nos últimos anos, um motivo a mais de preocupação para os cidadãos. Mudar essa situação é uma das preocupações da atual administração da Prefeitura de Aracaju, que tem se empenhado para reconstruir a sensação de tranquilidade que, anos atrás, era comum.

Para isso, um trabalho ostensivo da Guarda Municipal de Aracaju (GMA) teve início com a operação "Terminal Seguro". Agora, quem precisar percorrer algum dos seis terminais de integração de Aracaju vai encontrar agentes atuando para coibir crimes e situações de perigo que, por ventura, possam vir a afetar o usuário do transporte público.

Ao todo, 30 guardiões dos grupamentos da Ronda da Capital (Rondac), da Ronda dos Mercados (Rondam), do Grupo Tático Operacional (GTO) e do Grupamento Especializado de Motopatrulhamento (GEM) se revezarão nas rondas de combate aos assaltos e ao tráfico de drogas em horários específicos. A ação acontece durante todo o dia, em horários alternados e de domingo a domingo. Por uma questão de estratégia, os horários da atuação não são divulgados para não comprometer a realização da operação.

"A dinâmica só vai mudar nos finais de semana porque também verificamos nos dados coletados que o terminal onde a maior parte das ocorrências acontecia de segunda a sexta-feira não era o mesmo terminal em que os crimes ocorriam nos finais de semana, ou seja, o fluxo mudava de local e, por isso, nossa atuação também vai mudar no sábado e no domingo", informou o diretor da GMA, o subinspetor Fernando Mendonça.

Somente nas primeiras 24h, foram atendidas cerca de 20 ocorrências e a ação não tem data para acabar. Quem já notou isso foi a vendedora Edenilde de Carvalho. Proprietária de uma banca de doces no terminal Leonel Brizola, ela destacou que a operação já faz efeito no local. "Eu já estava achando estranho porque os malandros não estão por aqui. Agora todo dia tem guarda e a gente pode trabalhar em paz. Está ótimo!", comemorou.

Essa atuação já surtiu efeito, conforme frisou o mecânico Milton dos Santos que sempre precisar passar pelo terminal. "Acredito que quanto mais segurança, melhor. Passo diariamente pelo terminal e já tive receio. O pessoal falava que tinha muitos assaltos, agora teve uma redução. A gente se sente mais seguro", afirmou.  

Integração

De acordo com o subinspetor Fernando Mendonça, a operação foi planejada mediante reuniões com as policias Militar e Civil, Setransp, representantes de empresas de ônibus e também do Sindicato dos Rodoviários. "Para que um plano fosse traçado, também tivemos o auxílio do setor de inteligência da Guarda que nos apresentou os horários em que aconteciam as ocorrências de roubo e muitas vezes até de tráfico de drogas nos terminais", explicou.

Além dos terminais de integração, os principais corredores de ônibus receberão atenção especial, através da atuação de patrulhas motorizadas, orientadas a investir na parada dos veículos e na abordagem dos passageiros ao menor sinal de suspeita.

Para o comerciante Egno Henrique, que utiliza os terminais de integração da capital com frequência, a presença da Guarda Municipal dá mais tranquilidade. "Os guardas inibem a ação de marginais e a gente se sente mais protegido", pontuou.

População pode auxiliar

Para que o trabalho da GMA seja bem realizado, um ponto importante diz respeito à população. Conforme explicou o diretor da Guarda, o usuário, que é o principal beneficiado com a operação, pode ajudar os guardas a coibirem os crimes nos terminais e ônibus. "Os guardas estão nos terminais sempre atentos, mas a população pode e deve manter contato com eles, inclusive para informar alguma situação suspeita ou ocorrência de roubo ou outra ação ilícita", reforçou.

Além do contato direto com os guardas, a população também pode utilizar o número 153 para fazer denúncias e também o canal do aplicativo Whatsapp pelo número (79) 9 8166-7790.