Prefeitura Municipal de Aracaju/SE

Estudantes do Jaime Araújo prestigiam o segundo dia da Mostrinha

Promover a cultura e a educação em direitos humanos é um dos eixos trabalhados pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), que sempre busca parceiros para realizar ações que contribuem para otimizar a humanização da rede da educação. Dessa vez, as escolas municipais estão tendo a oportunidade de participar da 11ª Mostra de Cinema e Direitos Humanos, através da “Mostrinha”, que são sessões de cinema direcionadas ao público infanto-juvenil. Nesta quinta-feira, 18, foi a vez dos alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Deputado Jaime Araújo serem contemplados com as exibições.

Os estudantes prestigiaram os curtas ‘Balanço de Menina’, ‘Hora do Lanchêêê’, ‘Futebola: Paixão e confusão’ e ‘Meninos de Reis’, que abordam os direitos das mulheres, das populações tradicionais, à cultura e à alimentação adequada. Nos dias 17, 18 e 19 de maio, centenas de estudantes da Rede participam da Mostra, que vem sendo aprovada pelas equipes diretivas das escolas e pelos alunos.

De acordo com a coordenadora de políticas para a diversidade da Semed, Maíra Ielena, essa é a primeira vez que a Secretaria firma parceria com o evento de abrangência nacional, que discute as questões relativas aos direitos humanos. “Estamos transformando os direitos humanos no grande foco da atual gestão da Semed. Por um lado, discutindo essa temática com os professores, através das ‘Horas de Estudo’ e por outro lado desenvolvendo e incentivando ações e projetos com o público estudantil”, explica.

Realizar atividades fora do ambiente escolar se torna mais uma estratégia importante para que os estudantes tenham conhecimentos em ambientes diferentes, é o que pensa a professora do 5º ano do Jaime Araújo, Rita de Cássia dos Santos. “Aprender fora do ambiente da sala de aula só enriquece o aprendizado, principalmente quando está ligado a temas importantes como os direitos humanos, que está sendo abordado durante esta Mostra”, afirma a professora.

Os alunos do 5º ano, Maria Clara Nascimento Santos e Angelo de Oliveira Santos Júnior, contam que a Escola sempre trabalha com assuntos sobre os direitos humanos. “Eu não tenho preconceito com nada, acho que tanto os meninos como as meninas podem jogar bola ou cuidar da casa. A escola aborda esses assuntos com os alunos, acho muito importante para todos entenderem que, independente das escolhas, temos que respeitar”, ressalta Maria Clara.