Prefeitura Municipal de Aracaju/SE

Fundat participa do ‘Seminário 11 anos da Lei Maria da Penha – Conquistas e Desafios’

A Fundação Municipal de Formação para o Trabalho (Fundat) participou, na manhã desta quinta-feira, 31, do ‘Seminário 11 anos da Lei Maria da Penha - Conquistas e Desafios', evento promovido através da parceria entre a Secretaria Municipal da Assistência Social de Aracaju (Semasc), a Secretaria de Estado da Mulher, Inclusão e Assistência Social, do Trabalho e dos Direitos Humanos (SEIDH), e o Tribunal de Justiça de Sergipe.

O encontro aconteceu no auditório da SEIDH e reuniu várias autoridades de entidades sociais e associações, a fim de promover o diálogo a respeito da violência contra mulher, por meio da Lei Maria da Penha. Entre elas, participaram dos debates, a juíza de Direito da Coordenadoria da Mulher (TJ), Dra. Iracy Mangueira, a delegada da DAGV, Dra. Thaís Lemos, e a especialista em políticas Públicas para Mulheres, Dra. Aparecida Gonçalves.

Além disso, o evento também contou com a participação da cantora Izabel Nunes e com a apresentação da peça ‘Maria da Penha - Uma vida de lutas', encenada pelo grupo de teatro da Assembleia Legislativa. Prestigiando o evento, estavam presentes representando a Fundat, a diretora de Empreendedorismo e Cooperativismo, Rosana Amaral, e a coordenadora do Programa Credpovo, Trícia Dantas.

De acordo com Rosana, ações dessa grandeza possuem um significado muito relevante para a construção de uma sociedade mais saudável e livre de qualquer tipo de opressão. "Aqui, pudemos ouvir e trocar informações pertinentes. Acredito que é a partir do fortalecimento da Rede que podemos erradicar as situações de abuso vividas pela mulher, que mudanças significativas começarão a acontecer", afirma Rosana.

De acordo com a coordenadora de Políticas para as Mulheres da SEIDH, Edvaneide Paes,o objetivo é um só: acabar com a violência sofrida pela mulher. "Com as políticas públicas, a as informações voltadas para o seus direitos, elas terão coragem de sair das cortinas e denunciar", Edvaneide.

Agosto Lilás

O Seminário fez parte das ações do Agosto Lilás, planejado com o intuito de conscientizar e reduzir a violência através da divulgação de informações, do empoderamento feminino e o estímulo à denúncia. O resultado é instigar a sociedade a não consentir direta ou indiretamente diante de uma situação violenta vivida ou assistida.