Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Saúde

Prefeitura avança na reestruturação da Saúde e instala novos aparelhos de ar-condicionado

11/01/18 17h47

Mais de 400 condicionadores de ar, adquiridos pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) em dezembro de 2017, começaram a ser instalados nas Unidades de Saúde da Família (USFs) de Aracaju, e a primeira contemplada foi a Joaldo Barbosa, localizada no Bairro América. Esta ação representa mais uma etapa realizada de um dos maiores projetos da atual gestão, intitulado de "Qualificação da Atenção Básica".

De acordo com a secretária municipal da Saúde, Waneska Barboza, este Termo de Abertura do Projeto (TAP) é essencial para a reconstrução da saúde pública de Aracaju, justamente por dar sustentação a diversas outras ações planejadas pela SMS. "É através da qualificação da nossa atenção básica que conseguiremos reestruturar grande parte do nosso Sistema Único de Saúde [SUS]. Além da compra desses condicionadores de ar, estão os mais de 600 tablets entregues aos agentes comunitários e a aquisição de 540 computadores, que servirão para a implantação do prontuário eletrônico ainda este ano", exemplificou.

Esse conjunto de ações tem como principal suporte financeiro as emendas parlamentares, resgatadas em 2017 pela SMS, que, somadas aos recursos próprios do município, atingem o valor de R$ 12.925.331,31. Através desse montante, a secretaria abriu 24 processos licitatórios para a aquisição de vários equipamentos para todas as unidades (condicionadores de ar; computadores; balanças antropométricas; equipamentos odontológicos e oftalmológicos; refrigeradores; mobiliário médico-hospitalar, entre outros), e para a reforma e ampliação das USF's (quatro delas já finalizadas: Carlos Fernandes de Melo, Eunice Barbosa, Onésimo Pinto e Adel Nunes).

"A maior parte dessas emendas são de 2014 e estavam prestes a serem devolvidas por falta de uso. Ao tomarmos conhecimento dessa situação crítica, fizemos um trabalho de resgate desse valor, o que nos possibilitou apresentar os primeiros resultados positivos ainda no primeiro ano desta gestão. Essa agilidade foi primordial, considerando que, em janeiro de 2017, os serviços que fazem parte da nossa rede de saúde contavam com uma estrutura física precária, ambientes inadequados para atendimentos aos usuários, e insuficiência de equipamentos e materiais permanentes para o desenvolvimento da atenção qualificada prestada pelos trabalhadores do SUS", reforçou Waneska.

Reconhecimento

De acordo com o TAP, os aparelhos de ar-condicionado serão instalados em todas as USFs, nos dois Centro de Especialidades Médicas de Aracaju (Cemar), nos Centros de Atenção Psicossocial (Caps) e nos dois hospitais municipais, Nestor Piva e Fernando Franco. Para isso, o Núcleo de Serviços da SMS montou um cronograma de instalação dos equipamentos, que teve a Joaldo Barbosa como a primeira unidade contemplada. Para a gerente da USF, Cristiane Barreto, essa implementação é algo excelente tanto para os profissionais, como para os usuários. "A chegada desses aparelhos vai melhorar a qualidade dos nossos atendimentos, proporcionando um maior conforto para os trabalhadores e para os pacientes da USF", comemorou.

Satisfação compartilhada pela enfermeira Cláudia Lessa. "O ar-condicionado antigo fazia tanto barulho, que quando eu ia auscultar uma gestante ou verificar uma pressão arterial, tinha que desligá-lo por não conseguir ouvir direito. Isso atrapalhava muito o meu trabalho, e no final do dia eu sentia muita dor de cabeça. Agora, meu desempenho no trabalho vai melhorar bastante. Estou muito feliz por isso", reconheceu.

A usuária Celiane Alves da Silva também concorda com Cristiane, e admite que quando entrava nas salas da USF para alguma consulta sentia muito calor. "Eu sentia um calor terrível quando era atendida, mas a partir de agora vamos ter até mais gosto de vir às consultas", brincou Celiane.

Outras ações do TAP

Além das ações que envolvem a aplicação de recursos, o TAP Qualificação da Atenção Básica também é responsável pela reorganização de vários setores da Saúde na capital. É através dele, por exemplo, que a SMS promove capacitações de todos os gerentes e servidores das unidades, e implementa atualizações nos protocolos de diversas linhas de cuidado.

"Esse é o nosso TAP mais amplo e que exige um trabalho mais coordenado de nossas equipes. Nele estão inseridas desde ações mais internas [como a redefinição do modelo de agendamento nas USFs e o remapeamento dos territórios ligados a elas], até as que têm um impacto social mais evidente, como é o caso da construção da Unidade Básica de Saúde do bairro 17 de Março. Isso sem falar que é esse projeto prioritário que está sendo responsável pela retomada da gestão participativa e do controle social, através da reativação e mobilização dos Conselhos Locais de Saúde", detalhou a secretária Waneska Barboza.

Além de todas essas ações, o TAP da Atenção Básica engloba ainda o fortalecimento dos programas municipais ligados à Rede; a reorganização do processo de trabalho das equipes, norteada pelo Programa de Melhoria do Acesso e Qualidade da Atenção Básica (Pmaq); a promoção do trabalho intersetorial com a Educação, Defesa Social e outras secretarias municipais; e reformas em todas as Unidades de Saúde da Família até o final da gestão.