Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Educação

Secretária da Educação participa de reunião sobre a Base Nacional Comum Curricular em Brasília

06/02/18 15h59

Representando o prefeito Edvaldo Nogueira, a secretaria municipal da Educação, Maria Cecília Leite Tavares, participa durante toda esta terça-feira, 6, em Brasília, da reunião extraordinária do conselho nacional de representantes da Educação. A reunião está acontecendo no Ministério da Educação (MEC) e conta com representantes da Educação de todos os municípios brasileiros.

O objetivo da reunião extraordinária é a apresentação da proposta de implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) nos estados brasileiros, já que é este documento que estabelece as diretrizes para elaboração dos currículos das redes municipais, estaduais e federal de ensino, orientando tanto escolas públicas quanto particulares. O documento trata da educação infantil (creche e pré-escola) e do ensino fundamental (1º ao 9º ano), e, conforme o Ministério da Educação (MEC), os currículos escolares terão de ser adaptados às novas diretrizes ao longo de 2018.

A secretária municipal da Educação, Maria Cecília Leite, explica que Aracaju está construindo o Currículo Referencial da Rede Municipal de Ensino. "Até junho de 2018, estaremos com um novo currículo baseado em nossa realidade e construído de forma muito cuidadosa, levando em consideração, principalmente, a garantia dos direitos humanos em nossa rede da Educação, tendo como parâmetro a nova BNCC", destaca.

O Currículo Referencial da Educação de Aracaju

O Currículo Referencial da Educação de Aracaju é o documento baseado na BNCC, que preconiza as ações de gestão da Educação de Aracaju para os próximos anos. 

A construção do novo currículo acontece desde o mês de novembro de 2017, quando a Secretaria Municipal da Educação de Aracaju (Semed) realizou a palestra ‘Currículo e Direitos Humanos: Diálogos com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC)', ministrada pelo professor doutor Ítalo Dutra, chefe da Educação da Fundação das Nações Unidas (Unicef). O evento foi voltado aos professores, gestores da rede municipal de ensino e profissionais da área que, após a palestra, participaram de uma rica discussão sobre o assunto. 

A partir daí, técnicos da Semed iniciaram as articulações para coordenar e assegurar a participação de todos os segmentos da educação, das instituições de ensino superior de Sergipe, uma sucessão de ações com vistas à construção do currículo referencial da rede municipal de ensino.  Nesse sentido, há também um profundo diálogo com a Secretaria de Estado da Educação (SEED), e com a União dos Dirigentes Municipais de Educação - Undime/SE, em razão da possibilidade de construção de um currículo referencial para todo o estado.  

"Quando uma escola possui um currículo e ele é claro para todos que a fazem, fica fácil de subsidiar sua aplicação, acompanhar suas práticas e avaliar seus resultados, não apenas para as secretarias, mas para toda a sociedade. O currículo engloba todos os aspectos pedagógicos do projeto de ensino de uma rede e de uma escola. É uma cartografia do cotidiano escolar, do projeto de cidadania que a escola se dispõe a executar", explica Maria Cecília Leite.