Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Educação

Emef José Conrado de Araújo se prepara para a Conferência do Meio Ambiente

08/02/18 14h32

O prazer em adquirir conhecimento sobre a preservação do meio ambiente e a consciência da responsabilidade de cuidar do lugar em que se vive têm ganhado força nas escolas da rede municipal de Aracaju com a preparação para a V Conferência Nacional Infanto-juvenil pelo Meio Ambiente, realizada pelos Ministérios da Educação (MEC) e do Meio Ambiente no âmbito nacional e pela Secretaria Municipal da Educação (Semed) na etapa municipal. A Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) José Conrado de Araújo, localizada no bairro São Conrado, é uma delas.
 
Na tarde desta quinta-feira, 8, uma oficina está sendo oferecida aos alunos para os últimos ajustes do projeto que será apresentado na etapa municipal da Conferência. Desde o início de janeiro, mais de 50 estudantes estão envolvidos em oficinas preparatórias para a Conferência, que nesta quinta edição vem com o tema “Vamos Cuidar do Brasil cuidando das Águas”. O engajamento dos alunos, mesmo com participação não sendo obrigatória, é também resultado do incentivo e orientação dos professores e gestores da escola. 
 
Como coordenadora pedagógica, Maria Ivanilde Meneses, detalha desde que as preparações para o evento começaram, os alunos têm feito várias pesquisas dentro e fora da escola, eles têm recebido palestras relacionadas à disciplina Ciências e Educação Ambiental  e estudado o texto base da conferência disponibilizada pelo MEC. "É um desafio mobilizar as equipes docentes e discentes para apoiar essa iniciativa tão importante para a educação por diversos motivos, tem alunos que se identificam mais com essa temática e tivemos muitos alunos empolgados que se debruçaram na elaboração do projeto", afirma.
 
Os alunos estão contando com a orientação de vários professores da José Conrado de Araújo. Uma delas é a professora de Geografia da Emef, Jucimone dos Santos, que tem sido uma das principais motivadoras nesse processo de construção do projeto. "A escola está trabalhando o tema proposto visando a prevenção do mau uso da água, uma abordagem escolhida pelos alunos a partir das pesquisas e do que eles vêm estudando e observando. Há, por exemplo, criação de estratégias para evitar o desperdício na lavagem do pátio, dos banheiros e outros espaço daqui da escola", pontua.
 
Entre os estudantes mais dedicados ao projeto para a Conferência está Robert Cauã, do 8º ano A. O aluno de 14 anos chama a atenção pelo domínio sobre a preservação da água que demonstra ao falar do projeto e da seriedade com a qual trata sua participação nesse trabalho. "A participação da minha escola nesse evento está sendo especial para mim, sei que é um aprendizado que vou levar para a vida. Como qualquer coisa na vida, há a possibilidade de não sermos selecionados para a etapa nacional, mas de uma coisa tenho certeza: não só eu, mas minha escola, a comunidade e até mesmo o mundo ganha muito com essa atividade que nos faz prestar mais atenção na importância da educação ambiental", conclui.