Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Obras e Urbanização

Avenida Canal 3 começa a passar por modificações estruturais

12/03/18 14h31

A Prefeitura de Aracaju executa obras estruturantes que estão dentro do Planejamento Estratégico concebido pela atual gestão e busca transformar a capital de todos os sergipanos em uma cidade mais humana, inteligente e criativa. Os esforços, diagnósticos, debates e contribuições de gestores, especialistas e técnicos proporcionaram o surgimento do planejamento que o prefeito Edvaldo Nogueira efetivará nos próximos anos e que tem como finalidade aplicar políticas públicas articuladas que proporcionarão mais cidadania, garantia de direitos sociais, serviços públicos com eficiência e qualidade, e obras de infraestrutura que criem mais saneamento, acessibilidade e mobilidade.

Uma destas obras que confirmam a etapa de reconstrução da cidade é a urbanização das avenidas Caçula Barreto e Dr. Tarcísio Daniel dos Santos, localizadas no conjunto Augusto Franco, que deverá ganhar um novo contorno urbanístico e social. Dotada de investimentos da ordem de R$ 5,3 milhões, conveniados entre a Prefeitura e o Governo Federal, a obra começa a tomar forma depois de muito tempo paralisada. O projeto de urbanização da avenida Canal 3, como é mais conhecida, inclui o revestimento de 800 metros do canal, a criação de ciclovia, pavimentação de, aproximadamente, quatro mil metros quadrados de ruas, drenagem, além de sinalização horizontal e vertical.

A retomada de mais este importante empreendimento foi concretizado graças à forma republicana e transparente com que a administração municipal tem feito as parcerias. "É sempre bom lembrar que foi o prefeito Edvaldo quem viabilizou importante fatia significativa destes recursos ainda no mandato anterior e, quis os aracajuanos, que o prefeito retornasse à ao comando do município para viabilizar o reinício destas e de tantas outras obras", relata Sérgio Ferrari, presidente da Empresa Municipal de Obras e Urbanização e secretário municipal da Infraestrutura.

Cronograma

Ferrari ressalta que as condições técnicas para a retomada da obra foi totalmente amparada pela legislação vigente. "Além das garantias legais que respaldam a obra, os serviços se concentram em uma fase que geralmente não apresenta maiores mudanças na parte externa. Estamos com mais de 20 operários produzindo as partes estruturais e equipamentos que subsidiarão toda a parte técnica", pontua o secretário.