Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Saúde

Saúde debate pautas do SUS de Aracaju em Colegiado Interfederativo

15/05/18 19h59

Foi realizada nesta terça-feira, 15, mais uma reunião ordinária do Colegiado Interfederativo Regional (CIR) de Aracaju, no Centro de Educação Permanente em Saúde (Ceps) da Secretaria Municipal da Saúde (SMS). O CIR de Aracaju é um espaço institucionalizado do Sistema Único de Saúde (SUS) onde são pactuadas e deliberadas ações de oito municípios que formam a Regional.

O secretário adjunto da SMS, Carlos Noronha, abriu a reunião com discurso enfatizando a importância do espaço colegiado. “Este é o local legítimo do SUS para os gestores da região discutirem as ações e serviços e entrarem em consenso sobre os benefícios para os usuários do sistema destes municípios”, frisou.

A assessora de Planejamento e Desenvolvimento Institucional da SMS de Aracaju, Sayonara Carvalho, explicou sobre a função do CIR, que pactua e delibera as ações de saúde de forma regionalizada e as encaminha ao Colegiado Interfederativo Estadual (CIE). “Além de atualizar informações, apontar novas demandas e traçar estratégias para dar celeridade aos serviços de saúde dos usuários do SUS sempre trabalhando de forma integrada e em rede”, completou.

Projetos e programas

Na reunião, houve também a apresentação do Projeto Itinerários do Saber, formado por dois cursos: 'Caminhos do Cuidado' e 'Complementação da formação em saúde mental', além de 'Álcool e outras drogas (Casmad)', que é uma atualização do primeiro.

“O Caminhos do Cuidado visa contribuir para a formação em saúde mental dos agentes comunitários e de auxiliares e técnicos de enfermagem da Atenção Básica com ênfase na problemática do crack, do álcool e de outras drogas baseado no cuidado aos usuários. O primeiro foi realizado em 2014 e quem concluiu deverá fazer a atualização. Quem nunca fez, esta é a oportunidade”, informou a coordenadora da Escola Técnica do SUS (ETSUS) da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Iamara Lemos.

A coordenadora do Núcleo Estadual de Educação Permanente e Educação Popular em Saúde, Lavínia Aragão, apresentou ainda o Programa para o fortalecimento das práticas de Educação Permanente no SUS (Pro EPS – SUS) e o curso de aperfeiçoamento em Educação Popular em Saúde. “A força motriz para mudar o SUS é a educação permanente. Então os trabalhadores, os usuários e os gestores devem estar sempre atualizados e valorizar a educação no SUS que pode ser a Permanente com foco nos trabalhadores; a Continuada, onde a própria pessoa busca a atualização e o crescimento profissional; e a Educação em Saúde, onde o foco é o usuário. Fiquei muito feliz em conhecer o espaço da Educação Permanente de Aracaju, que é o Ceps. Isso demonstra a valorização da gestão com a educação no SUS da capital”, acrescentou.

Já a técnica da Asplandi da SMS de Aracaju, Olga Dias, fez a apresentação para a deliberação das ordens de início de serviços das Unidades de Saúde da Família (USF’s) que serão reformadas e/ou ampliadas. “O prefeito assinou as ordens de serviço e a SMS já iniciou as obras de reformas nas USF’s Dona Jovem, Fernando Sampaio, Carlos Hardman, Cândida Alves, Celso Daniel e ampliação das Ministro Costa Cavalcante e Hugo Gurgel. A Anália Pina está sendo  contemplada com reforma e ampliação”, explicou.

Regiões

Sergipe tem sete regionais de Saúde (Aracaju, Nossa Senhora do Socorro, Propriá, Itabaiana, Estância, Lagarto e Nossa Senhora da Glória) e cada uma tem o seu respectivo CIR, que trabalha em consonância com o CIE. O CIR de Aracaju é composto, além da capital, pelos municípios de Barra dos Coqueiros, São Cristóvão, Itaporanga D’Ajuda, Divina Pastora, Santa Rosa de Lima, Riachuelo e Laranjeiras.