Prefeitura Municipal de Aracaju/SE

Samu garante atendimento de qualidade aos aracajuanos

Basta discar três números - 192 - para o cidadão receber rapidamente o atendimento de uma equipe capacitada para prestar socorro em casos de emergência. Com cerca de 10.600 atendimentos realizados somente este ano, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mantido pela Prefeitura de Aracaju, vem salvando vidas e garantindo ao cidadão um serviço de qualidade.

Na capital, a atual estrutura do Samu conta com mais de 200 profissionais de saúde, entre médicos, enfermeiros e auxiliares, e 20 viaturas próprias - três delas foram recentemente adquiridas pelo município, que agora conta com ambulâncias novas e equipadas para diversos tipos de ocorrências.

Em média, o Samu atende três mil ocorrências por mês, entre casos de trauma, clínicos, obstétricos e psiquiátricos. Duas viaturas específicas também prestam serviços sociais à população. A coordenadora do Samu, Ivana Mendonça, conta que além dos serviços de emergência, as equipes também dão orientações sobre procedimentos básicos.

"Muita gente não sabe, e também as pessoas não têm o hábito de ligar e perguntar, mas o Samu também orienta a população, dá informações sobre o que fazer em casos simples ou como proceder enquanto aguarda a equipe médica", explica.

Conscientização

A coordenadora chama atenção para a importância da cooperação da sociedade para o bom funcionamento do serviço de emergência. Segundo ela, os trotes recebidos frequentemente e a falta de informações sobre o estado do paciente acabam dificultando o trabalho das equipes, que são selecionadas de acordo com o nível de urgência.

"Às vezes uma unidade avançada é chamada para atender uma ocorrência básica, e fica impossibilitada de atender um chamado realmente grave. A população, quando ligar, precisa dar o maior número de informações sobre o paciente, para agilizar e facilitar o nosso trabalho", alerta.

A maioria dos casos é atendida pelas Unidades de Salvamento Básico (USBs), que têm equipes formadas por um condutor e um auxiliar de enfermagem. Só em casos mais graves as Unidades de Salvamento Avançado (USAs), com profissionais de saúde especializados, são acionadas.

Nova base

Com o desenvolvimento da Zona de Expansão de Aracaju, a Prefeitura Municipal identificou a necessidade de ampliar o alcance do serviço de urgência, já que no deslocamento da base do Samu, situada no bairro Siqueira Campos, até a área de expansão, as viaturas levam em torno de 15 a 20 minutos, em trânsito rápido.

"Talvez 15 minutos não pareça muito, mas para um paciente de urgência qualquer minuto pode ser fatal", comenta Ivana, lembrando que além do crescimento urbano na área, a região também é local de graves acidentes em épocas de veraneio e feriados.

Para atender essa demanda crescente, o município já negocia junto ao Ministério da Saúde a instalação de uma outra base no local. Segundo Ivana, a autorização já foi dada e estão sendo aguardados apenas os últimos trâmites legais relativos à documentação para o funcionamento da nova base.