Prefeitura Municipal de Aracaju/SE

Pra Turista Ver

Capital do menor estado da federação, Aracaju é grandiosa em belezas e atrativos. Fundada em 1855, é a capital mais jovem do Nordeste. Tem 570.937 habitantes, de acordo com o Censo 2010, e é uma das poucas cidades planejadas do país. É conhecida como a capital da qualidade de vida e é famosa pela tranquilidade e pelos excelentes índices econômicos e sociais. A limpeza e a organização do espaço urbano também são marcas de Aracaju. Quem visita a cidade não pode deixar de conhecer alguns pontos, como os mercados municipais, a colina do Santo Antônio, as praias e a recém-inaugurada Orla Pôr do Sol. A Agência Aracaju de Notícias listou os principais pontos turísticos da capital sergipana. Confira: 


Orla Pôr do Sol

Localizada às margens do rio Vaza Barris, no Mosqueiro, e inaugurada em 2010, a Orla Pôr do Sol já se tornou um dos principais cartões postais de Aracaju. Aliada às belezas naturais da região - o pôr do sol no local é considerado um dos mais bonitos do país -, a estrutura completa com parque infantil, ciclovia, calçadão, atracadouro e píer garante conforto e bem-estar a aracajuanos e turistas de todas as partes do mundo. A Orla Pôr do Sol conta também com um ponto de apoio turístico e equipamentos de acessibilidade para pessoas com deficiência.

Orla da Aruana

O litoral é um capítulo à parte quando o assunto são as belezas de Aracaju, principalmente depois do projeto de reurbanização da orla da Aruana, concluído este ano. O local tem áreas verdes, quiosques, ciclovia, estacionamento, rampas de acesso para cadeirantes e piso tátil.

Deque do Banho Doce

A beleza da Praia da Aruana e o seu potencial turístico são complementados ainda pelo Deque do Banho Doce. Erguido sobre uma base de concreto com revestimento em madeira de lei e eucalipto, o deque atrai banhistas que elegem a praia para uma caminhada ou qualquer outra atividade física em contato com a natureza. Os visitantes também podem se refrescar no espaço reservado especificamente para o banho, com piso antiderrapante e paginação colorida.

Orla da Atalaia

O litoral de Aracaju dispõe de uma estrutura completa destinada ao entretenimento, ao lazer, à prática de esportes e à convivência social. Um dos espaços mais bonitos e frequentados é a Orla da Atalaia, que reúne dezenas de bares e restaurantes e oferece aos aracajuanos e turistas o melhor da culinária nordestina, com destaque especial para o caranguejo.

Para os turistas, o local concentra também hoteis e pousadas para os mais variados gostos e bolsos. Próxima à Praça de Eventos da Orla, a região dos lagos artificiais também atrai visitantes pela beleza e tranquilidade. Lá é possível encontrar o Oceanário, onde os visitantes têm a oportunidade de desvendar os mistérios do fundo do mar através. Construído em formato de tartaruga, o local tem cinco aquários de água doce e 11 de água salgada que abrigam cerca de 80 espécies marinhas.

Orla do Bairro Industrial

Além das belezas naturais na região litorânea, Aracaju também se destaca pelos seus atrativos culturais e históricos. Na zona norte da cidade, bem perto do Centro Histórico, a Orlinha do Bairro Industrial reúne bares que são um convite para apreciar a noite da cidade à beira do rio Sergipe.

Colina do Santo Antônio

Ponto mais alto da cidade, a Colina do Santo Antônio oferece uma visão privilegiada da cidade, em especial do estuário do rio Sergipe, dos principais prédios do Centro e da Ilha de Santa Luzia (município da Barra dos Coqueiros). O local abriga a acolhedora Igreja do Santo Antônio, um templo em estilo gótico datado no século XIX. No dia 13 de junho, a Igreja é tomada pelo povo para homenagear o santo casamenteiro.

Parque da Cidade

Próximo à Colina do Santo Antônio, no bairro Industrial, o Parque José Rollemberg Leite - mais conhecido como Parque da Cidade - abriga a única reserva de Mata Atlântica da capital, cortada por diversas trilhas. A área de 674 mil metros quadrados fica localizada no Morro do Urubu área de proteção ambiental. O zoológico é o grande atrativo, principalmente para as crianças. A variedade de sons, cores e movimentos do local se harmoniza com os mais de 300 animais que habitam o zoológico.

Outro atrativo é o passeio de teleférico. Durante o percurso de 600 metros é possível admirar toda a área verde do parque, além de ver de uma perspectiva privilegiada o restante da cidade. Além disso, é no ponto mais alto do parque que se encontra a imagem de Nossa Senhora da Conceição, padroeira de Aracaju.

Parque Augusto Franco (Sementeira)

O Parque Augusto Franco (Sementeira), com 396.019 metros quadrados, tem parque infantil, pista de patinação, quadra poliesportiva, campo de futebol, espaço com aparelhos para exercícios físicos, pista para caminhada, quiosques para piqueniques, sanitários adaptados para pessoas com dificuldade de locomoção, lagos, bebedouros, chuveiros e vários outros equipamentos.

No espaço repleto de áreas verdes, 112 espécies de árvores proporcionam um clima harmonioso para as famílias, abrigando também algumas aves raras, como pica-pau, arara pequenina, joão-de-barro, canário, gavião, coruja, rolinha-do-pará e outras. Para tornar o local ainda mais receptivo, a Prefeitura de Aracaju também realiza eventos culturais, como o Domingo no Parque, que traz apresentações gratuitas da Orquestra Sinfônica de Aracaju e outros convidados.

CCTECA

O Parque da Sementeira abriga a Casa de Ciência e Tecnologia da Cidade de Aracaju (CCTECA), mantida pela Prefeitura de Aracaju. O local conta com 82 experimentos interativos, entre eles o Girotec (simulador da ausência de gravidade) e o gerador de Van Der Graaf (acelerador de elétrons que promove a eletrização do corpo que o toca). A CCTECA tem também um planetário com 31 assentos, onde são exibidos documentários e acontecem projeções que simulam uma viagem pelo universo, com paradas em diversos planetas.

Todos os meses, durante a lua cheia e crescente, são realizadas observações gratuitas da Lua e do planeta Saturno. Para isso, na área externa da CCTECA é instalado um telescópio newtoniano de 180 mm. As obserções acontecem aos sábados e domingos das 18h às 20h. O telefone da Casa de Ciência e Tecnologia é (79) 3217-3370 e o acesso é pela avenida Oviedo Teixeira.

Calçadão da 13 de Julho

Os amantes e profissionais das atividades esportivas costumam adotar o Calçadão da 13 de Julho como ponto de encontro. No espaço compreendido entre o estuário do rio Sergipe e a avenida Beira Mar, uma grande passarela abriga áreas voltadas para o lazer e a prática de atividades físicas, como parque infantil, quiosques para a venda de água de coco, ciclovias, pistas de skates, quadras de tênis, futebol e vôlei, entre outros esportes.

Para apreciar uma boa vista do manguezal e do rio Sergipe e da Ilha de Santa Luzia, basta subir no Mirante da 13 de Julho, espaço cultural mantido pela Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Esporte (Funcaju) para a realização de exposições de artesãos e artistas locais.  

Mercados municipais

Os mercados municipais de Aracaju são uma forte representação da cultura sergipana em todos os seus aspectos. Nos três mercados - Antônio Franco, Thales Ferraz e Albano Franco -, a arte está por todos os lados, desde a música e o artesanato até a literatura de cordel. Enquanto trios de forró pé-de-serra se apresentam no local, a beleza das ricas rendas produzidas em diversos municípios do estado e os objetos em palha, barro, couro e fibras naturais atraem a atenção dos turistas.

E é na área entre os mercados que se localiza um dos pontos mais badalados da capital sergipana: a praça de evento Hilton Lopes, onde é realizado o Forró Caju. Considerado um dos maiores eventos juninos do Brasil, o evento reúne mais de 100 atrações de sucesso e um público médio de 100 mil pessoas por noite, com picos de 150 mil nas datas mais concorridas.

Rua do Turista

A antiga Rua 24 Horas, localizada no centro histórico da cidade, foi completamente repaginada pelo Governo do Estado. No local agora funciona a Rua do Turista, um grande complexo comercial que apresenta em sua essência o que há de mais representativo na cultura aracajuana. Lá são comercializados objetos de decoração, confecções, jóias, artesanato e comidas típicas. São 14 lojas comerciais, três lanchonetes, quatro banheiros adaptados para deficientes físicos e palco para shows.

Galeria Álvaro Santos

É na Galeria de Artes Álvaro Santos que são realizadas as maiores e mais bonitas exposições de artistas locais, nacionais e até internacionais. Localizada na praça Olímpio Campos, no Centro, a galeria apresenta-se como uma importante vitrine da arte e da cultura de Aracaju. Lançamentos de livros, exibição de filmes, oficinas de arte e exposições de pinturas e esculturas são alguns dos eventos realizados no local.

Mantida há quase 40 anos pela Prefeitura de Aracaju, a galeria funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 18h. Já aos sábados, domingos e feriados, a unidade abre das 9 às 13h. Mais informações podem ser obtidas através do telefone é 3179-1308.

Palácio Museu Olímpio Campos

Grande parte da história política e cultural do Estado de Sergipe do período republicano é contada através dos objetos e mobiliário do Palácio Museu Olímpio Campos (PMOC). Em apenas um ano de existência, o acervo do museu passou de 241 itens para as 683 peças, que vão desde móveis de autoridades políticas do Estado até livros e telas de artistas plásticos conhecidos.

Aberto de terça a domingo, o PMOC promove eventos abertos ao público, a exemplo de exposições fotográficas, mostras de artistas e lançamentos de livros, entre outros. O prédio é dotado de acessibilidade para pessoas com deficiência e disponibiliza também serviços de guia para visitação, curadoria, pesquisa, documentação histórica, cafeteria e livraria.

Praças do centro histórico

É no centro histórico de Aracaju que se encontram os prédios mais antigos da cidade, que chamam atenção pela arquitetura. Um deles é o da Catedral Metropolitana de Aracaju, construída em 1862 e localizada no Parque Teófilo Dantas. Ao redor da igreja matriz, lagos artificiais e viveiros abrigam diversas espécies de aves.

Já na praça Fausto Cardoso, a história política e econômica de Aracaju se reflete na arquitetura dos prédios e nos símbolos culturais erguidos na praça. Localizada à beira do rio Sergipe, a praça já foi considerada o centro dos três poderes e serviu de palco para várias manifestações populares e eventos culturais, tendo, inclusive, recebido a família real, em 1860. Ao redor dela ficam a Assembleia Legislativa, o Tribunal de Justiça, a Ponte do Imperador (onde a embarcação da família real atracou), a Câmara de Vereadores e a Procuradoria Geral do Estado.

A terceira praça histórica da cidade, a General Valadão, abriga dois dos prédios mais antigos da cidade - a Alfândega e a Cadeia Pública. Por muitos anos, a praça foi conhecida como a Praça da Cadeia, devido à proximidade do prédio que abrigava os presos. Além de ficar perto de prédios importantes, a praça General Valadão ficava numa região de grande importância comercial - em frente ao rio Sergipe -, onde se encontrava, então, a zona portuária. Também por ali estavam o Mercado Municipal, ainda com sua estrutura original, a Praça do Trem e o ponto de caminhões vindos do interior para abastecimento.

Marinete do Forró

Os principais pontos turísticos de Aracaju se tornam ainda mais encantadores quando são visitados a bordo da Marinete do Forró, ônibus estilo jardineira que circula durante o São João pelas ruas da cidade. Decorado com a temática junina, o ônibus leva gratuitamente aracajuanos e turistas para conhecer a capital sergipana, sob o som e a animação de um trio pé-de-serra e o apoio de um guia de turismo. A iniciativa é da Prefeitura de Aracaju, em parceria com a Viação Progresso.

O trajeto da Marinete começa na orla de Atalaia, quando o veículo passa para pegar os passageiros nos hotéis, e segue pela avenida Beira Mar, parando no Mirante da 13 de Julho e na Ponte do Imperador. O percurso continua pelos mercados municipais e segue pela Orla do Bairro Industrial até a Colina do Santo Antônio. Da Colina, a Marinete desce para o centro da cidade, parando na Catedral para visita à Feira de Artesanato e à Galeria de Arte Álvaro Santos, na praça Olímpio Campos.