Prefeitura Municipal de Aracaju/SE

Secretaria de Meio Ambiente vistoria árvores em avenidas e praça da capital

Na manhã desta segunda-feira, 06, a equipe de arborização da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema) esteve vistoriando árvores em cinco avenidas da cidade, além da praça localizada atrás do Ceasa. A vistoria teve por intuito identificar árvores com iminente risco de queda. 
 
A equipe da Sema encontrou 12 árvores com problemas estruturais irreversíveis, sinalizando a necessidade de supressão e posterior reposição. As espécies encontradas foram: quatro sombreiros (Clitoria fairchildiana), situados nas avenidas: Gentil Tavares e Farmacêutica Cezartina Regis; sete mata-fomes (Pithecellobium dulce), situados nas avenidas: Tancredo Neves, Adélia Franco e Desembargador Maynard e na praça atrás do Ceasa; duas palmeiras imperiais (Roystonia oleracea), na Avenida Adélia Franco e uma amendoeira (Terminalia catappa), na Avenida Farmacêutica Cezartina Regis.
 
“Na vistoria, nós identificamos alguns indivíduos que necessitavam de supressão por apresentarem risco de queda, principalmente no período chuvoso. O próximo passo é encaminhar um laudo para a Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), para que execute a supressão das árvores”, relata a analista ambiental da Sema, Natalie Soares.
 
Mata-fome
 
A mata-fome é uma espécie exótica, com origem na América Central, que imperou na década de 70 em Aracaju. Nessa época, o seu plantio foi realizado para substituir a espécie fícus (Ficus microcarpa), fortemente atacada por um praga conhecida como "lacerdinha". A Mata-Fome possui ampla propagação devido à dispersão de suas sementes, que germinam com facilidade. Por apresentar madeira pouco resistente a pragas, ela vem apresentando problemas de estrutura. Por isso, a Sema pretende realizar substituição gradativa dessa espécie por outras mais resistentes e ornamentais. 
 
“A nossa equipe, com o respaldo do Comitê de Arborização, elaborou uma lista de espécies recomendadas para o ambiente urbano, em função dos aspectos de adaptabilidade ao clima e aos diversos equipamentos públicos existentes em Aracaju" relata a analista. Entre as espécies que serão plantadas na cidade está a sibipiruna (Caesalpinia pluviosa), árvore nativa da Mata Atlântica, com grande imponência e resistência da madeira. Sua bela floração amarela deve trazer mais cor às avenidas de Aracaju.
 
As espécies adequadas aos espaços públicos da nossa cidade serão apresentadas no Plano Municipal de Arborização, com lançamento previsto para o final deste mês. O referido documento, assim que revisado, estará disponível à população através do site da Prefeitura Municipal de Aracaju.