Aracaju investe mais de R$85 milhões em reforma e ampliação de escolas municipais

Agência Aracaju de Notícias
25/10/2023 08h00

De modo a garantir uma infraestrutura adequada e um ambiente escolar acolhedor e acessível a toda a comunidade escolar, a Prefeitura de Aracaju está investindo mais de R$85 milhões em projetos de reforma, ampliação e reconstrução de 12 unidades de ensino da rede gerida pela Secretaria Municipal da Educação (Semed).

Segundo dados do Censo Escolar, um espaço escolar moderno, reformado e completo estimula a curiosidade e aumenta o desempenho dos alunos, além de motivar os professores e toda a comunidade escolar. Uma boa estrutura permite que os professores ensinem melhor, e os alunos aprendam de uma forma mais eficaz. A educação funciona a partir de uma confluência de fatores: bons profissionais e materiais e uma boa infraestrutura.

De acordo com o secretário da Educação de Aracaju, Ricardo Abreu, oferecer aos alunos um ambiente escolar bem estruturado, com quadra de esportes, salas de leitura, laboratórios, recursos tecnológicos, torna as atividades escolares mais atrativas e estimulantes, pois as experiências práticas e as atividades extracurriculares enriquecem o aprendizado.

O gestor explica que as escolas que estão sendo reconstruídas possuíam uma arquitetura ultrapassada com pequena capacidade de atendimento. Agora, elas estão tendo sua capacidade duplicada, com um padrão arquitetônico moderno, adequado à realidade da educação, com salas climatizadas, com amplos espaços de lazer para as crianças, com salas de leitura, sala de recursos multifuncionais, para garantir o melhor atendimento a toda a comunidade.

“Quando a escola oferece possibilidades além do ensino tradicional, os alunos têm maior interesse em passar mais tempo no ambiente escolar, pois unem as vivências da sala de aula às de lazer na escola. São escolas que agora passarão a atender a comunidade com uma maior capacidade de receber os alunos e a possibilidade de ter um melhor atendimento para que as crianças e adolescentes tenham a melhor comodidade possível”, explica Ricardo.

Conforme destaca a secretária adjunta da Educação, Maria Antônia Arimatéia, das 12 escolas que estão sendo ampliadas e reconstruídas, apenas uma delas - a Emef João Teles de Menezes - ainda não teve iniciado o processo de reforma, pois a Semed está na fase de aluguel de espaço para acomodar provisoriamente as atividades da unidade, para que possa dar início à obra.

“Todas as escolas que estão sendo reformadas estão com a sua capacidade sendo ampliada. Nós estamos redesenhando, reestruturando para que esses espaços possam acomodar melhor toda a comunidade escolar, dando mais conforto às pessoas e revertendo na qualidade do ensino. Essa ampliação é importante porque a demanda aumentou bastante nos últimos anos, então vamos garantir o bem-estar dos alunos e consequentemente obter melhores resultados, que é uma preocupação constante”, afirma Maria Antônia.

Confira abaixo a relação de escolas em reforma:

Emef Alcebíades Melo Vilas Boas
Emef José Conrado de Araújo
Emef João Teles de Menezes
Emei Áurea Melo Zamor
Emef  Olga Benário
Emef  Prof. José Antônio da Costa Melo
Emei  Neuzice Barreto
Emei  Maria Givalda
Emei  Nunes Mendonça
Emei  Júlio Prado Vasconcelos
Emef Florentino Menezes
Emei Monsenhor João Moreira Lima