Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Guarda Municipal

Defesa Social realizará campanha para cadastramento de doadores de medula óssea

14/08/17 17h09

Estimular a solidariedade e salvar vidas. É com esse propósito que a Secretaria da Defesa Social e da Cidadania de Aracaju (Semdec), através da Guarda Municipal de Aracaju (GMA), realizará a campanha para cadastramento de doadores de medula óssea. A ação é inspirada no caso do ex-guarda municipal e atualmente cabo da Polícia Militar de Sergipe, Rômulo dos Santos Oliveira, diagnosticado com leucemia linfoide aguda, fato que sensibilizou os colegas de profissão. 

O cadastramento será realizado no Comando Geral da GMA, localizado no Parque da Sementeira, no dia 12 de setembro das 8h às 15h. O processo consiste no preenchimento de uma ficha de identificação e na coleta de 10ml de sangue, o que torna o cadastrado um doador em potencial. A doação da medula só ocorre, efetivamente, se houver um paciente considerado compatível. A probabilidade de compatibilidade fora do âmbito familiar é de um para cada 100 mil pessoas, aproximadamente.

Os dados do cadastrado serão enviados ao banco de dados do Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome) e ficarão disponíveis para todo o Brasil. O cadastramento é rápido e muito simples de ser realizado. Todo o processo dura, em média, dez minutos.

O que é necessário para ser um doador de medula óssea?

Para se tornar um doador de medula óssea é necessário ter entre 18 e 55 anos de idade, estar em bom estado geral de saúde, não possuir doença infecciosa ou incapacitante, assim como não apresentar doença neoplásica (câncer), hematológica (do sangue) ou do sistema imunológico. Não é preciso estar em jejum.