Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Agência Aracaju de Notícias

Educação de Aracaju mostra crescimento no Ideb 2017

11/09/18 19h56

Dentre as áreas priorizadas pela administração do prefeito Edvaldo Nogueira, uma delas, em particular, vem recebendo um carinho especial da gestão nestes seus primeiros 21 meses. Trata-se da Educação, tema referido pela quase totalidade dos gestores, mas, de fato, executado por poucos. Frente ao cenário de abandono encontrado, a administração municipal colocou em prática um planejamento eficaz e, desde então, tem colhido frutos que demonstram que a gestão está no caminho certo quanto aos investimentos realizados. Um deles é resultado do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2017, divulgado na última semana pelo Ministério da Educação.

Segundo os dados do Governo Federal, a capital sergipana alcançou a média 4.6 nos anos iniciais do ensino fundamental, que compreende do 1º ao 5º ano, elevando a colocação do município, em comparação a 2015, e revelando avanços na qualidade do ensino ofertado às crianças. A avaliação aponta que 54% das escolas de Aracaju dos anos iniciais tiveram crescimento da nota do Ideb e superaram a média estabelecida de 4.5. Ainda segundo o ranking, nos anos finais (6º ao 9º), também houve crescente melhora comparado a análise anterior.  No segmento, a evolução foi de 0,3 pontos, saltando de 3.4 em 2015 para 3.7 em 2017. Apesar de não ter alcançado a meta prevista pelo Governo Federal de 4.3, nos anos finais.

De acordo com a secretária municipal da Educação, Cecília Leite, o município alcança um resultado muito positivo. “Aracaju conseguiu avançar no Ideb dos anos iniciais e também nos finais. Isso mostra o compromisso da gestão com o avanço da qualidade na educação. Desde que assumimos em janeiro de 2017, buscamos todos os esforços para garantir essa qualidade”, comemorou a secretária. 

 
Além de avaliar o desempenho da rede municipal, o Ideb também analisa a evolução dos estudantes em disciplinas específicas, como Língua Portuguesa e Matemática. Na avaliação de Língua Portuguesa, das 37 escolas que ofertam os anos iniciais, houve crescimento em 25 delas, chegando ao percentual de 67% e colocando Aracaju na 22ª posição. Nos anos finais (6º ao 9º), os números são ainda mais positivos e indicam que 62% das unidades avançaram nos níveis de proficiência, ficando a capital sergipana na 17ª posição.

Ainda segundo a secretária municipal da Educação, a gestão continuará trabalhando para oferecer uma educação com qualidade. “Encontramos 61 turmas sem professores nas escolas, iniciamos projetos de reforma de escolas e garantimos o final do ano letivo de 2016 e 2017. Garantimos a oferta da alimentação escolar e do transporte durante todo o ano. Além disso, ampliamos toda a assistência aos professores e estudantes da nossa rede”, destacou.


Para o Ideb ser calculado, o Ministério da Educação (MEC) aplica a Prova Brasil. Em Aracaju, participaram da avaliação alunos de 44 escolas da rede municipal de ensino. Professores e diretores das turmas e escolas avaliadas também respondem a questionários que coletam dados demográficos, perfil profissional e informações sobre condições de trabalho.

 
O resultado também foi comemorado pelo prefeito Edvaldo Nogueira. “O cenário que encontramos na Prefeitura foi desastroso em todas as áreas e na Educação tivemos um dos piores quadros. Mesmo diante das dificuldades, conseguimos avançar nos índices e atingir a meta estabelecida. Tudo isto é fruto de muito trabalho e boas ideias. Em menos de dois anos, conseguimos inaugurar duas escolas e demos um grande passo com a inserção do sistema da matrícula online. Precisamos melhorar sempre, mas nosso primeiro passo foi dado e isto é comprovado com o que foi divulgado pelo MEC”, ressalta o prefeito.