Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Indústria, Comércio e Turismo

Turismo: Prefeitura investe em capacitação para melhorar a qualidade no atendimento aos turistas

13/11/18 16h59

Para qualificar o atendimento aos turistas que visitam a cidade e melhorar a competitividade do destino, a Prefeitura de Aracaju, através da Secretaria Municipal da Indústria, Comércio e Turismo (Semict), desenvolve o projeto “Qualificação do trade turístico de Aracaju para alinhamento de produtos e serviços ao conceito do Turismo de Experiência”, tendo como público alvo os profissionais dos setores de alimentos e bebidas; hotéis, pousadas e hostels; e guias de turismo.

A primeira fase do projeto foi dividida em dois módulos. No primeiro, a turismóloga Viviane Castro promoveu oficina abordando conceito, histórico inicial no Brasil, benefícios, a importância do Turismo de Experiência e qual o perfil do viajante que opta por esse tipo de vivência turística. “Além do manancial teórico, importante para a compreensão dos guias sobre a evolução da atividade do turismo, trouxe também vídeos para facilitar o entendimento deles na forma de apresentar o turismo de um destino; da possibilidade de o visitante experimentar e vivenciar a cultura e o meio ambiente local de uma forma original e autêntica”, esclareceu a turismóloga Viviane Castro.
 
Ana Cristina Santos é guia de turismo e encontrou em sua família raízes de turismo de experiência. Durante a apresentação de Viviane Castro, ela relembrou momentos de sua infância alinhados ao turismo de experiência. “Eu morava em Salvador e quando vim pra cá (Aracaju) passei a ver minha mãe capturando caranguejos e outros mariscos nos manguezais, metendo a mão na lama, se lambuzando toda mesmo, e eu achava aquilo fantástico, era algo que eu nunca havia experimentado, e enquanto a professora (Viviane) falava, eu me lembrava da minha infância e me perguntava: por que nossos manguezais não podem ser inseridos no conceito de turismo de experiência?”, pensou, já com perspectiva de oferta turística, como uma nova oportunidade de vivência para oferecer aos visitantes.

No segundo módulo, o turismólogo Márcio André Ramos trabalhou os aspectos práticos da abordagem turística de experiência, com o objetivo de “desconstruir o atual método de guiamento” e permitir que o visitante “veja a cidade com os seus próprios olhos, a partir das suas expectativas e desejos”, resumiu.   

Márcio apresentou casos onde o turismo de experiência é desenvolvido com sucesso como o Favela Tour, no Rio de Janeiro, a Associação Peixe-Boi, na comunidade Porto das Pedras, em Alagoas e também a proposta de turismo tendo como princípio a preservação ambiental, mostrando aos guias que “qualquer localidade é possível aplicar o turismo de experiência”. “Cada estado, cada cidade tem a sua cultura, suas tradições, seus costumes, e o turismo de experiência trabalha justamente isso: permitir o acesso de quem viaja a uma vivência mais relacionada ao modo de vida de cada localidade e Aracaju tem bastante espaço para isso”, mostrou.  

A diretora de Turismo da Semict, Luciana Kariny, considera fundamental a qualificação dos trabalhadores que atuam diretamente com o turista. “O guia de turismo é o profissional que está na ponta da atividade, recebendo e conversando com o turista, e quanto mais qualificado for o guia, melhor será o serviço oferecido e turista que é bem recebido, além de voltar, também divulga nossa cidade quando chega em sua cidade de origem”, avaliou, lembrando que as próximas capacitações serão oferecidas aos trabalhadores dos setores de alimentos e bebidas, hotéis, pousadas e hostels, finalizando o projeto.