Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Cultura

Presidente da Funcaju participa da abertura do 44° Simpósio do Encontro Cultural de Laranjeiras

10/01/19 18h41

O presidente da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), Cássio Murilo, participou nesta quinta-feira, 10, da abertura do 44° Simpósio do Encontro Cultural de Laranjeiras. Com o tema “Cultura Popular: Resistência é a Nossa Força”, a edição trouxe um amplo diálogo sobre as manifestações culturais e as diversas formas e representações.

“A Funcaju tem o interesse de dialogar, e esse é um momento de muito diálogo com todas as iniciativas, eventos, simpósios e organizações de caráter cultural no Estado. Isso é muito importante, porque nós somos a capital dos sergipanos. Cultura sem diálogo não é possível. E o Simpósio do Encontro Cultural de Laranjeiras, é um espaço dedicado a reflexão que nós, gestores, temos feito”, esclarece o presidente da Funcaju, Cássio Murilo.  

Segundo a presidente da Fundação de Cultura e Arte Aperipê (Funcap), Conceição Vieira, essas ações culturais são realizadas para proteger a cultura sergipana. “Nós precisamos manter vivos alguns pilares e até ampliarmos. Laranjeiras é palco todos os anos, durante uma semana, de reflexão sobre a cultura popular e de grupos folclóricos que se mantêm vivos. O tema deste ano mostra que o popular é muito sagrado, original e inspirador de tudo aquilo que o homem pode constituir e projetar na vida cultural”, destaca.

O simpósio contou, também, com a presença de palestrantes, como Toninho Macedo, criador e diretor artístico de programas que contemplam a cultura paulistana tradicional. Na mesa do ‘Encontro de Saberes’, com mediação do conselheiro estadual de Cultura, Antônio do Amaral, tiveram participações especiais da escritora, historiadora e folclorista, Aglaé Fontes, Vilma da Conceição, Beatriz Góis Dantas e Bárbara da Trieira. 

A solenidade de abertura contou, ainda, com a apresentação de uma banda de Pífanos, levando a música clássica de Vivaldi, e do grupo São Gonçalo de Laranjeiras. Além da exposição ‘Nos trilhos do patrimônio cultural: trabalhando a cultura popular em sala de aula’, coordenada pela professora da rede estadual de ensino, Janaina Couvo e a “A História da Umbanda: uma religião genuinamente brasileira”, do Centro de Umbanda Caboclo Tupy.