Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Formação para o Trabalho

Fundat realizou Quarta do Cadastro no shopping Riomar

23/01/19 18h02

Frente a um mercado de trabalho competitivo e altos índices de desemprego, a Prefeitura de Aracaju, através da Fundação Municipal de Formação para o Trabalho (Fundat), busca expandir cada vez mais seu alcance e contribuir para o ingresso dos cidadãos ao campo profissional. Um bom exemplo disso foi a realização da 'Quarta do Cadastro', edição que foi promovida no Espaço Fundat do shopping Riomar, na manhã desta quarta-feira, 23.

A ação foi desenvolvida a partir do objetivo de não só realizar o cadastro reserva dos interessados nas futuras vagas de emprego, mas também para atender as solicitações das empresas que almejam contratar uma mão de obra voltada para o trabalho em shoppings. Além da qualificação profissional da população e do fomento ao empreendedorismo, a intermediação entre a população e as vagas captadas é um dos propósitos da Fundação.

Na ocasião, a Fundat, por meio da Agência do Trabalhador, setor responsável pelo encaminhamento de pessoas para as oportunidades de trabalho, ofereceu uma palestra de orientação para os interessados em saber mais sobre como se comportar em uma entrevista de emprego, além de sanar possíveis dúvidas sobre a ação.

De acordo com o presidente interino da Fundat, Jorge Araujo Filho, o órgão tem aumentado a captação de vagas de emprego, principalmente por conta da busca de parcerias que estejam dispostas a oferecer oportunidades profissionais. "Abrimos um canal mais direto de diálogo com os empregadores, para saber quais são as suas demandas. A gente tem alinhado nosso portfólio de cursos de qualificação com a demanda do mercado, e também estamos ouvindo as empresas, com esse serviço de intermediação. A Quarta do Cadastro veio desse canal aberto com os empresários, buscando fortalecer e melhorar a qualidade do nosso banco de currículos e atender os dois lados", afirmou.

Oportunidade

Elvis Santos, de 21 anos, já trabalhou em shopping e está há dois anos fora do mercado de trabalho. Para ele, conseguir um novo emprego seria uma ótima oportunidade de agregar conhecimentos e ajudar em sua renda mensal. "Quando surgiu a oportunidade de cadastrar meu currículo nessa ação, vim logo para tentar conseguir uma futura vaga. Acho que essa iniciativa é importante por abrir portas e ajudar na carreira profissional de muita gente que precisa", contou.

Assim como Elvis, Jaqueline Aragão, de 46 anos, está desempregada e também teve interesse em cadastrar seu currículo para trabalhar nesse tipo de empreendimento. "Já trabalhei em várias áreas antes, como recepcionista e com vendas. Espero ser chamada para alguma entrevista em breve, porque a situação está difícil. Achei a iniciativa muito boa, ainda mais porque o desemprego está grande. O cadastro por si só já é uma esperança", disse.