Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Assistência Social e Cidadania

Assistência e Faculdade Estácio iniciam processo de elaboração de Plano de Trabalho em conjunto

11/02/19 18h38

Nesta segunda-feira, 11, representantes da Secretaria Municipal da Assistência Social e da Faculdade Estácio de Sergipe se reuniram para discutir os próximos passos da parceria firmada entre a instituição de ensino e a Prefeitura de Aracaju, que tem como proposta intensificar as ações que buscam fortalecer a cultura de paz e ampliar o acesso ao atendimento integral nas áreas da Assistência Social, assessoria jurídica e atendimento psicológico a grupos vulneráveis que tiveram os seus direitos violados. 

No encontro, que aconteceu no prédio da Faculdade, foi iniciada a construção de um Plano de Trabalho com ações periódicas que serão executadas durante um semestre destinadas à população de territórios prioritários, que foram indicados pela gestão municipal com base no recorte socioeconômico e da presença de registros de casos de violência.
 
No plano, ficou acordado que duas equipes, compostas por profissionais e estudantes, atuarão com dois focos: ações com a perspectiva de prevenir situações e atendimentos clínicos. As atividades serão desenvolvidas nas unidades da Assistência Social da capital sergipana, a exemplo dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e dos Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas).

Segundo o coordenador da Proteção Social Especial, Jonathan Rabelo, o projeto que está em construção possibilitará a ampliação do acesso de famílias aos serviços de prevenção e de superação da violação de direitos. “Avaliamos como muito importante para todos os membros das famílias atendidas pelas unidades da Assistência Social de Aracaju, isto porque, firmando essa parceria, estamos, na verdade, ampliando o acesso aos nossos serviços e garantindo direitos aos cidadãos aracajuanos que estão em situação de vulnerabilidade social”, destacou.
 
As ações terão início após a assinatura de um termo de cooperação, que possibilitará aos estudantes da Faculdade Estácio a chance de atuarem de maneira mais efetiva e presente nos Centros de Referência, ofertando atendimentos especializados e totalmente gratuitos. Para a coordenadora de estágios em Psicologia, Ana Paula Chaves, essa parceria é, na verdade, uma oportunidade que acarretará em bons frutos no aprendizado dos estudantes da instituição, principalmente no que diz respeito à humanização dos atendimentos. “Para os nossos alunos, essa experiência é muito importante. Infelizmente a violência ainda é uma realidade muito presente na sociedade e os nossos estudantes precisam estar preparados para enfrentá-la e entender como acontece, quais os tipos de intervenção que eles podem fazer uso dentro da ciência e da psicologia para ajudar às famílias a encontrarem novas formas de relacionamento e de resolução de conflitos que não seja por via da agressão e da violência”, ressaltou.

Fortalecimento de vínculos familiares
 
A coordenadora de Políticas Públicas da Assistência Social, Ana Márcia Oliveira, acredita que a parceria é de muita valia tanto para as vítimas, como também para os agressores. “Esse projeto vai fazer com que as vítimas tenham um atendimento integral. A mulher em situação de risco de violência, por exemplo, terá uma maior chance de ser cuidada pelas equipes. Mas também, vamos pensar no agressor. Queremos cuidar dele, fazer com que ele reconheça o mal que ele fez para a sua mulher, para a sua família e tome a iniciativa para se cuidar. Porque não queremos que aquela família seja destruída, queremos que ela seja reestruturada”, reforçou.

A reunião de início da construção do Plano de Trabalho, que será executado em conjunto entre a Assistência e a Faculdade Estácio, também contou com a presença da preceptora de estágios em Psicologia da Faculdade, Roberta Menezes.