Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Assistência Social e Cidadania

Secretário da Assistência Social dialoga com representantes do Movimento Novo Amanhecer

21/03/19 13h58

O secretário municipal da Assistência Social, Antônio Bittencourt, recebeu, em seu gabinete, os representantes do Movimento Novo Amanhecer, responsável por uma ocupação no bairro Santa Maria, que estiveram na manhã desta quinta-feira, 21, em frente ao Centro Administrativo da Prefeitura de Aracaju reivindicando a participação da gestão municipal em uma reunião articulada entre os líderes do movimento e o Governo do Estado de Sergipe. Na oportunidade, o secretário municipal, cordialmente, ouviu as demandas do grupo e pontuou o motivo da não participação no encontro.

De acordo com Antônio Bittencourt, nenhum convite por parte do governo estadual havia sido feito até o presente momento. "Tínhamos uma agenda marcada com os representantes do movimento na última terça-feira. Porém, ninguém compareceu, motivo que nos causa muita estranheza. Hoje, fomos surpreendidos com essa manifestação em frente à Prefeitura, que respeitamos, mas não entendemos, uma vez que fomos solícitos e já tínhamos marcado uma reunião com eles. Sobre a não participação da reunião, motivo da vinda deles à Prefeitura, não fomos convidados, portanto, não nos sentimos na obrigação de fazer parte de uma reunião que, por exemplo, não sabemos sequer que pauta será tratada", pontuou.

O secretário ressaltou, ainda, que a gestão municipal está sempre aberta ao diálogo e sempre à disposição para ouvir todos os lados e buscar alternativas para atender solicitações que competem ao município de Aracaju. "Sendo dois entes aliados, o Município e o Estado, é importante que a gente sente antes, para que eu possa ficar munido dos temas tratados, e, em parceria, como sempre fazemos, dialogarmos de uma forma fraterna para encontrar uma alternativa de atender a essas famílias", completou Bittencourt.

Questionado sobre a abordagem da guarnição da Guarda Municipal de Aracaju (GMA), que estava atuando no início do expediente do Centro Administrativo, quando os manifestantes chegaram na tentativa de uma possível ocupação do prédio, o subinspetor Fernando Mendonça explicou que os guardas municipais atuaram com o objetivo de fechar os portões para evitar que a ação fosse concluída. "Esse é um grupo que em outros momentos já ocupou e tem um histórico de outras tentativas de ocupações. O que fizemos foi fechar a entrada com o intuito de fazer com que os serviços da Prefeitura não fossem afetados. A Guarda Municipal é uma instituição humana, que deve tratar todas as pessoas da melhor forma possível. Se aconteceu algum excesso na atuação dos agentes, vamos avaliar e puni-los".

Além do secretário Antônio Bittencourt e o líder do movimento, Anthony Costa, participaram da reunião o coordenador geral de Orçamento da Prefeitura, Rossini Espínola; o diretor de Planejamento da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão, Evandro Galdino; o subinspetor Fernando Mendonça e o assessor para Assuntos com Movimentos Sociais, Júnior Trindade.