Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Educação

Reinauguração da Emef José Airton de Andrade é comemorada pelos moradores da Jabotiana

16/05/19 15h22

Uma das mais antigas moradoras do Largo da Aparecida, comunidade do bairro Jabotiana, é a dona de casa Valdira Pereira de Lima. Hoje, com 65 anos, ela é testemunha das principais mudanças ocorridas na localidade ao longo do tempo. Com orgulho, lembra uma das mais importantes conquistas dos moradores, quando, no final da década de 1980, foi inaugurada a Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) José Airton de Andrade. Nesta quinta-feira, 16, a mesma felicidade retornou ao coração da moradora, no momento em que o prédio da Emef foi reinaugurado e entregue a população pelo prefeito Edvaldo Nogueira e pela secretária municipal da Educação, Maria Cecília Leite, após cinco anos fechado.

“Lutamos muito pela chegada desta escola. Meu filho hoje tem 35 anos e foi na José Airton que ele começou a estudar. Que pena que hoje eu não tenho mais nenhum filho que possa estudar aqui, mas, se tivesse, matricularia com o maior prazer. Quando fechou, ficamos muito tristes e revoltados com o que aconteceu, e agora eu estou muito ansiosa para ver o resultado. As mães daqui não precisarão mais se deslocar para outro bairro para levar os filhos na escola”, afirmou.

Em março de 2014, as atividades no prédio da Emef foram interrompidas depois que invasores entraram na unidade para furtar merenda escolar e acabaram incendiando o local. Desde então, os alunos foram transferidos para a Emef Presidente Tancredo Neves, no bairro Ponto Novo. No entanto, graças ao investimento de pouco mais de R$ 365 mil, o prédio da escola passou por uma verdadeira transformação e os 106 alunos matriculados poderão voltar a ter aulas novamente perto de casa a partir da próxima segunda-feira, 20.

A diarista Maria Aparecida Santos é moradora da comunidade há 34 anos e conta que a escola fez muita falta para a população durante os anos em que esteve fechada. “Ficamos desolados depois do incêndio que fez a escola fechar. Porque, além dos nossos filhos terem onde estudar, algumas pessoas da comunidade também trabalhavam na escola, como era o meu caso. Lutamos muito para conseguir essa unidade e vê-la do jeito que estava nos deixava muito tristes. Entrava e saía prefeito e nada era resolvido. Hoje, eu estou emocionada em poder ver de novo o nome Emef José Airton Andrade escrito na parede e saber que ela está sendo reinaugurada”, comemorou.

Totalmente reformado, o prédio da Emef conta com três salas de aula, secretaria, diretoria, um banheiro feminino, um banheiro masculino, um banheiro com acessibilidade, um reservatório de não-perecíveis, um reservatório de perecíveis, cozinha, área de serviço, refeitório, depósito de lixo, depósito para material de limpeza, lavanderia, área verde e área de lazer. A dona de casa Maria da Conceição Santos prestigiou a reinauguração da Emef e estava ansiosa para ver o resultado. “Pretendo entrar pra conhecer, ver como ficaram as instalações. Estamos comemorando muito essa entrega hoje, porque corremos muito atrás para que a escola pudesse ser reaberta”, pontuou. 

A autônoma Maria Selma de Jesus conta que a rotina das crianças e dos pais também irá melhorar. “Como a escola em que as crianças estavam estudando era um pouco distante, quem estudava de manhã precisava acordar muito cedo e, à tarde, os pais iam caminhando meio-dia, debaixo de sol forte, deixas as crianças na escola. Fora que, ainda, era preciso atravessar a avenida Tancredo Neves, que é muito movimentada. Faço parte da Pastoral da Criança e sei como nossos meninos aqui do bairro precisam dessa escola”, destacou.