Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Serviços Urbanos

No Dia do Gari, trabalhadores declaram orgulho pela profissão

16/05/19 15h31


A rotina de Jocilene Maria da Conceição Santos, assim como a dos demais agentes de limpeza do município de Aracaju, se inicia por volta das 7h. Seja na coleta domiciliar ou na varrição das ruas, é impossível não notar o trabalho deles. Os agentes, popularmente conhecidos como garis, desempenham todos os dias atividades que contribuem com a limpeza pública da capital. “Trabalhamos em equipe e todos se ajudam, afinal, temos o mesmo objetivo, que é de deixar a cidade mais organizada. Logo cedo passo meu batom, faço minha maquiagem e venho varrer as ruas com muita alegria”, comentou Jocilene.

Divididos por setores que envolvem atividades distintas e relacionadas com a limpeza e manutenção dos espaços públicos, estes profissionais formam uma grande equipe composta por cerca de mil agentes, entre homens e mulheres. José Augusto, conhecido entre os colegas como Geografia, é um deles. Trabalhando há dez anos na limpeza das ruas, ele comentou que realiza o serviço com a mesma alegria do início. “O trabalho que faço contribui para a transformação da nossa cidade em um local mais agradável para todos e isso me deixa muito feliz e orgulhoso. Até hoje, tenho a mesma disposição do dia que comecei”.

A satisfação no desempenho da função também acontece com aqueles que estão há pouco tempo na profissão. “Gosto muito do que faço, acho um serviço tranquilo. Quando estou nas ruas, chego disposto para dar o meu melhor para deixar a cidade mais bonita. Fico alegre quando as pessoas elogiam o nosso trabalho, é sinal que estou fazendo bem o meu papel”, disse o agente Gideon Barbosa, que trabalha há cerca de um ano na varrição das vias.

É graças ao sustento promovido por esse trabalho que Ana Gleize Matos dos Santos consegue criar suas três filhas. Moradora do bairro Santa Maria, ela conta que encara os desafios diários do serviço com muito amor e determinação. “Tenho muito orgulho da minha profissão, pois se não fosse a contribuição do meu trabalho a cidade não ficaria tão limpa. Algumas pessoas não valorizam muito, mas isso não me abala. Sempre chego motivada para fazer o meu serviço da melhor forma todos os dias”. 

“Trabalho há cinco anos como coletor. Percorro a cidade de norte a sul e recolho o lixo das pessoas com muita satisfação. É muito bom voltar pra casa tranquilo sabendo que sua profissão deixa a cidade onde você mora mais bela”, destacou Douglas Gabriel de Jesus Reis. 

Dia do Gari

O termo "gari" surgiu em homenagem ao francês Pedro Aleixo Gary, que ficou conhecido por ser o fundador da primeira empresa de coleta de lixo nas ruas do Rio de Janeiro, em 1876. O termo foi popularizado, inclusive na grafia, e a partir do projeto de Lei 1347/2011, da Câmara dos Deputados, foi instituído o 16 de maio como o Dia Nacional do Gari. Para homenagear esses profissionais, a Prefeitura de Aracaju, através da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), em parceria com a empresa Torre, realizou nesta quinta-feira, 16, um café da manhã com sorteio de brindes para comemorar a data dedicada a categoria. 

O presidente da Emsurb, Luiz Roberto Dantas, destacou a importância dos profissionais para os avanços na limpeza pública da capital. “Hoje é um dia de reconhecimento e gratidão pelo trabalho desenvolvido pelos garis, que, com seu esforço e dedicação, prestam um serviço de alta qualidade à população aracajuana, deixando a cidade mais limpa, bonita e organizada. Segundo pesquisa realizada, a limpeza da capital foi um dos serviços públicos mais bem avaliados, obtendo nota 9,5, o que representa muito entre as ações que são realizadas, diariamente, pela Prefeitura de Aracaju”.