Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Planejamento e Orçamento

Esgap: uso racional de recursos naturais é tema de curso

13/06/19 16h51

A Escola de Governo e Administração Pública (Esgap) promoveu, nesta quinta-feira, 13, o segundo encontro do ciclo de capacitações da Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P). Desta vez, o foco foi apresentar aos servidores municipais possibilidades para a elaboração de modelos de gestão de indicadores voltados à racionalização dos recursos naturais e bens públicos no âmbito da Administração Pública.

"Hoje, trabalhamos o uso racional de recursos naturais e bens públicos, diferente do primeiro encontro, quando tratamos do eixo da A3P que trata da Gestão de Resíduos. Desta vez, focamos em mostrar a diferenciação do que é recurso natural, que são aqueles materiais necessários às nossas atividades, a exemplo da energia elétrica e da água, daquilo que chamamos de bem público, ou seja, os bens não duráveis que podemos exemplificar através de objetos como uma cadeira ou um computador", destacou o analista ambiental da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema), Cleverton Costa Silva.

De acordo com Cleverton, a partir da diferenciação do que é recurso natural e bem público foram apresentadas diversas formas de aferição desses itens, no sentido de convencer os colegas de trabalho e a sociedade para que adotem boas práticas que resultem em racionalização e, consequentemente, em economia. "A gente acredita que cada servidor participante deste curso é transformado num agente que zela pelo patrimônio público, pelo seu ambiente de trabalho", pontuou.

O conteúdo aplicado durante o curso agradou o assistente social da Secretaria Municipal da Educação (Semed), Heverton Ramon, que, além de parabenizar a Esgap pela capacitação, também disse que o curso proporciona a oportunidade de conhecer novas ferramentas que serão levadas como propostas para o ambiente escolar. "A instituição de ensino que adota as premissas da A3P, além de contribuir para a preservação do meio ambiente, também  melhora o espaço estudantil e aproxima a escola da comunidade. São exemplos que deverão ser aplicados além do ambiente de trabalho, mas em nossa vida", frisou.