Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Cultura

Comitê Intersetorial discute ações e políticas culturais do projeto Aracaju Segura

10/07/19 17h55

Mais um encontro intersetorial aconteceu nesta quarta-feira, 10, para dialogar sobre as etapas do projeto ‘Aracaju Segura’, que objetiva unificar as secretarias municipais, Fundações e Guarda Municipal para ativar uma política de controle territorial mais efetiva nos eixos de prevenção e promoção de políticas públicas. A reunião aconteceu na Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju) e nove órgãos que fazem parte do Comitê participaram. Na ocasião, ganhou destaque a discussão em torno de novos debates e ações a partir das práticas e políticas culturais.  

O ‘Aracaju Segura’ integra o Planejamento Estratégico da Prefeitura de Aracaju e os principais projetos da Funcaju foram focados no eixo de formação, a exemplo dos cursos ofertados pelo Núcleo de Produção Digital (NPD). “É muito importante para a Fundação participar desse Comitê Intersetorial e qualificar as relações, uma vez que a Funcaju deixa de ser uma produtora de eventos e pensa numa política municipal de cultura e arte. Deixamos de ter uma relação de balcão de negócio e passamos a ter uma relação republicana com o universo da arte”, pontuou o presidente da Funcaju, Cássio Murilo. 

Segundo a secretária adjunta da Defesa Social, Lílian Carvalho, as Fundações  terão tarefas exclusivas como os cursos de produção audiovisual, que objetivam capacitar pessoas para produzirem videodocumentários e vídeos para a internet. “Quando soubemos da participação da Funcaju, foi uma satisfação imensa já que o comitê é formado para atender as ações além da punição à violência. E dentro das ações temos umas que são especificamente de responsabilidade da Funcaju, como a produção audiovisual”, explicou. 

O ‘Aracaju Segura’ contém nove etapas coordenadas pelo Comitê, que são preventivas para reduzir a violência em Aracaju. Por ser um trabalho intersetorial, o objetivo é que tenha uma interação dos serviços, criando assim um diálogo entre as secretarias. “O projeto com essa dinâmica é muito interessante, pois podemos entender que o enfrentamento à violência não é só punição, é intercalar todos os âmbitos, seja o cultural, esportivo, educacional, saúde. Se conseguimos manter essa intersetorialidade como uma somatória de forças, conseguiremos tornar a cidade mais humana, inteligente e criativa”, disse o diretor de Políticas Públicas para a Juventude da Sejesp, Francisco Albuquerque.

O Comitê tem identificado espaços do município, com o objetivo de potencializar a vitalidade urbana, reconfigurando-os e transformando esses locais em espaços sociais, para promoção de saúde, lazer, esporte e outras atividades pertinentes à comunidade. “Ter essas parcerias é importante para alinhar esses pensamentos e trabalhar da melhor forma e com coerência, levando cultura e falando sobre todos os aspectos”, ressaltou a supervisora da Guarda Municipal, Sabrina Smith.

O Comitê Intersetorial é responsável por administrar o projeto Aracaju Segura e é formado pelas secretarias municipais da Assistência Social; Educação; Juventude e Esporte; Defesa Social e Cidadania; Saúde e Meio Ambiente; pelas fundações municipais de Cultura (Funcaju) e de Formação para o Trabalho (Fundat), além da Guarda Municipal de Aracaju.