Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Defesa Social e Cidadania

Prefeitura remove escombros de estrutura que desmoronou no bairro Cirurgia

30/07/19 12h14

Na manhã desta terça-feira, 30, a Prefeitura de Aracaju iniciou a retirada dos escombros que atingiram uma casa no bairro Cirurgia. O incidente registrado na noite do domingo (28) chegou ao conhecimento da gestão municipal através da Secretaria da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), que atua no local, por meio da Defesa Civil, desde o primeiro momento. Houve interdição parcial do imóvel e a moradora, que teve escoriações leves, passa bem. A situação passou por avaliação técnica, para a adoção das medidas necessárias à promoção da segurança dos moradores e redução de transtornos.

A estrutura, construída de maneira irregular, possuía forma imprecisa e acabou por desmoronar no fundo da casa da moradora de 62 anos, Altair Machado. Ela, que reside no local há 17 anos, comprou o imóvel sem o conhecimento sobre essa construção, que estava fora do alcance de visão. Responsáveis pelo terreno onde essa edificação estava não foram localizados, mas as equipes da Prefeitura de Aracaju, assim que tomaram conhecimento sobre o fato, foram mobilizadas para buscar uma solução para o problema. Outras duas casas sofreram impacto, em menor proporção, e também foram avaliadas, assim como estão recebendo a atenção dos técnicos.

O secretário da Defesa Social e da Cidadania, Luís Fernando Almeida, explica que, após os primeiros atendimentos, na noite do domingo, uma força- tarefa , envolvendo  Defesa Civil, Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) e Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), passaram a esquematizar a retirada do grande volume de entulho.

"Executado de maneira humanizada, os trabalhos refletem mais que uma prestação de serviço. Essa é uma forma de acolher e confortar Dona Altair, assim como toda a comunidade, que infelizmente presenciou essa situação. O nosso compromisso com os aracajuanos faz com que empreendamos esforços, dentro das nossas possibilidades, para amenizar os transtornos e possibilitar a melhoria da qualidade de vida das pessoas", destacou o secretário.

Após o susto, Dona Altair agradeceu o cuidado com que as equipes vem trabalhando. "Graças a Deus, a Prefeitura está mobilizada para resolver esse problema. O trabalho está ocorrendo de maneira muito organizada. A preocupação em isolar a área, a preocupação comigo, que permaneço no imóvel, os cuidados com as coisas que restaram e com os detalhes. Percebemos o zelo que eles tem com tudo, na efetivação do trabalho. Estão de parabéns, as equipes da Prefeitura, pela maneira como estão conduzindo a retirada desses escombros, e mais ainda porque já fui informa sobre o empenho para a retirada do outro paredão que ficou", avaliou a moradora.

A eficácia da atuação das equipes chamou a atenção da moradora. "A ficha ainda não caiu, porque eu não esperava toda essa mobilização. Eu já estava cansada e não acreditava que essa iniciativa pudesse vir do poder público. Mas, realmente, quem faz o poder público são os humanos. Então, graças a Deus, nós temos seres humanos a frente desses trabalhos e compreenderam que compromete as nossas vidas enquanto cidadãos. Levem o meu agradecimento ao prefeito", concluiu.

Defesa Civil

O coordenador da Defesa Civil de Aracaju, major Sílvio Prado, informa que, segundo a solicitante, desde 1995 existia notificação para que essa ruína fosse demolida. "Nós, até então, não tínhamos conhecimento sobre essa situação, mas diante da solicitação do Corpo de Bombeiros, primeiro órgão acionado, no domingo, viemos ao local e adotamos todas as providências necessárias para que os riscos que ainda existiam fossem eliminados", reforçou.

Ainda de acordo com o coordenador, a retirada do entulho está sendo executada manualmente. "Nesse local, não há possibilidade de entrar com o maquinário, haja vista todo o local está circundado por casas. O trabalho será lento, mas todo o entulho será retirado", afirmou.

Além disso, Silvio  Prado faz um alerta para a população. "É preciso que as pessoas que estejam em meio a situações como essa, com imóveis em ruínas, abandonados ou com possível risco de desabamento, entrem em contato com a Defesa Civil através do 199, para solicitar a avaliação de risco", indicou