Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Agência Aracaju de Notícias

Prefeitura homenageia pais com a entrega de medalha “Pai Herói”

10/08/19 21h00

Pais que são exemplos de dedicação aos seus filhos. Que abdicam dos seus sonhos para cuidar da família. Irmãos que se tornam pais, tios que, na ausência física dos irmãos acolhem os sobrinhos, homens que não são pais biológicos, mas que devotam a vida para criar crianças e adolescentes e se tornam a representação da figura paterna deles, pais que cuidam não somente dos seus filhos biológicos, mas também de diversas pessoas. Esses são alguns exemplos dos homens selecionados através de uma campanha digital da Prefeitura de Aracaju para receber uma homenagem especial alusiva ao Dia dos Pais.

Com a série "Meu Herói", 10 aracajuanos foram escolhidos para ter suas histórias de vida contadas, em vídeos, por seus filhos, irmãos, esposas, amigos, vizinhos e companheiros de jornada, como uma maneira de reconhecimento às suas trajetórias, que são exemplos de doação e de coragem. Todo o material foi exibido em um evento surpresa, no último dia 4, com a presença dos homenageados, suas famílias e do prefeito Edvaldo Nogueira, incumbido de apresentar os vídeos e de entregar, a cada um, uma medalha  de "Pai Herói".

"Essa homenagem que pensamos em fazer para esses homens é para mostrar que existem pais que são heróis pelas atitudes que praticam, de criar seus filhos, independente de serem biológicos ou não, mesmo diante de inúmeras dificuldades. São pais que largam tudo para cuidar de suas famílias, que mesmo com salário reduzido, abdicam do sucesso profissional para estarem presentes, no dia-a-dia, pais que são irmãos e pais, ao mesmo tempo, que foram abandonados pelas mulheres e criam seus filhos, com deficiência, de maneira extraordinária, enfim, homens que mostram a importância dessa palavrinha de três letras, que assim como mãe, se torna a representação do amor, da dedicação, de doação", expressou o prefeito Edvaldo Nogueira.

Também surpreendido com uma homenagem, Edvaldo revelou que o momento foi "de pura emoção". "Eu não imaginava, fui pego de surpresa. Sou emotivo, fico me controlando para não chorar em tudo o que faço, mas não teve jeito. Eu já tinha sentido uma emoção imensa desde o primeiro pai e na última exibição, quando apareceram meu filho, minha neta e minha irmã, que vieram até aqui, fiquei impressionado, perdi até um pouco o chão. Tenho procurado me espelhar em pais como esses, que aqui estão. Busco fazer com meu filho e enteadas a mesma coisa, dar o mesmo amor. E sou muito feliz por ser pai. Agradeço a Deus por essa dádiva. Nada para mim é mais importante que ser pai e marido. Quero ser conhecido por ter sido um bom pai, ao meu filho, filhas, e a todas as pessoas com quem compartilho amor. Se a gente fizer isso pelo próximo, o mundo será melhor", enalteceu.

Pais heróis

O pai de santo Andson de Oxóssi foi um dos selecionados para a homenagem. Devotado ao trabalho social, o sacerdote se dedica, entre outras atribuições, a cuidar do próximo. Mesmo sendo multitarefas, é no acolhimento a dezenas de jovens, abraçados por ele como filhos, que ele se encontra. "Essa homenagem foi muito forte para mim, muito intensa, porque perdi um filho recentemente e esse momento me fez entender que estou no caminho certo, como ser humano, sacerdote. Acredito que homenagens como essa fazem a gente se fortalecer, continuar lutando para que outras pessoas tenham uma vida melhor, possam viver bem e se sintam protegidas, acolhidas. Para mim, esse é o papel de um pai, de um cidadão, e de um sacerdote também", salientou.

O técnico de Informática Marcos Antônio Lourenço Santos foi outro pai escolhido através  da campanha. Ao perder a cunhada muito cedo e ver as sobrinhas desamparadas, já que o pai biológico havia as abandonado, ele não pensou duas vezes para adotá-las como suas filhas e batalhar pelo sustento da sua família, para que a mulher pudesse se dedicar às crianças. "Fiz e faria tudo outra vez. Para mim, ser pai, de verdade, é uma obrigação. Muitos se abstém da responsabilidade e isso é vergonhoso. Só temos o país que vivemos hoje porque muitos pais esquecem que, ao renegar seus filhos, estão cometendo um tipo de aborto também. Foi assim que fui criado, é uma responsabilidade que tomei para mim e continuo pensando e agindo da mesma forma. Para ser pai, tem que honrar", enfatizou.

O motorista e homenageado, Marco Antônio Ribeiro Debona, definiu o momento como "uma grata surpresa". "Eu não sabia, a família fez tudo às escondidas e senti muito privilegiado. Parabéns pela iniciativa. A gente, como pai, se sente muito grato pelo reconhecimento", expôs. Da mesma forma, o economista, pastor e também homenageado, Adeson Souza de Almeida disse que "foi muito emocionante". "A gente não sabia o nível da surpresa e realmente foi muito emocionante para todos os pais ali presentes", destacou.

Campanha

A campanha "Meu Herói" se iniciou no dia 19 de julho, através das redes sociais da Prefeitura, com a finalidade de captar histórias de homens que assumiram o papel de pai de maneira integral, abraçando todas as responsabilidades e superando todos os obstáculos impostos no dia-a-dia.  As seleções aconteceram a partir de relatos de filhos, filhas, esposas, amigos, vizinhos e parentes, encaminhados pelo Instagram e Facebook. Além da recepção em homenagem aos escolhidos, todos os vídeos foram exibidos nas redes oficiais da Prefeitura.  

"A ideia surgiu da perspectiva de fazer da Prefeitura e do seu trabalho um instrumento de relacionamento com as pessoas, com a cidade. E como vai haver o Dia dos Pais no próximo domingo, dia 11,  nossa ideia foi resgatar essas histórias, trazê-las e mostrá-las, divulgando o papel que alguns pais desempenham e como é importante, bom e que exemplos salutares eles representam", explicou o secretário da Comunicação, Carlos Cauê.