Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Agência Aracaju de Notícias

População já vislumbra benefícios da recuperação da avenida Nestor Sampaio

10/02/2020 05h15

Um importante eixo de interligação entre as avenidas Hermes Fontes e Augusto Franco, que formam dois dos maiores corredores de transporte público de Aracaju, a avenida Padre Nestor Sampaio está sendo completamente recuperada. A obra, iniciada na terça-feira (4), é dividida em três etapas, compreendendo os serviços de drenagem, fresagem e recapeamento asfáltico da via.

Realizada pela Prefeitura de Aracaju, por meio da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), a intervenção conta com um investimento de R$3,8 milhões, proveniente de uma emenda, e marca mais uma meta cumprida do Planejamento Estratégico da gestão municipal, com foco na melhoria da mobilidade urbana de Aracaju.

Com prazo para execução de quatro meses, a obra consiste no recapeamento de toda a extensão da avenida Nestor Sampaio e de outras vias que compõem o eixo de interligação dos corredores Hermes Fontes, Augusto Franco e também do Jardins. As outras avenidas que serão recuperadas são a Dulce Diniz, conhecida como Estrada do Luzia, e a Gonçalo Rollemberg, chegando até o Shopping Jardins. Além disso, será criado um binário entre a Nestor Sampaio e a Ministro Nelson Hungria.

Além da melhoria asfáltica em si, a obra representa um ganho expressivo para o transporte público da capital, uma vez que, pela Nestor Sampaio circulam, diariamente, quatro linhas de ônibus: 200-Circular Indústria e Comércio 01, 200-Circular Indústria e Comércio 02, 703-Augusto Franco/Siqueira Campos e a 709-DIA/Centro via Clínicas.

Ao todo, 34 veículos atendem a essas linhas e, segundo estimativa da Diretoria de Transportes Públicos da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) de Aracaju, mais de oito mil passageiros circulam pela via todos os dias e serão beneficiados pela obra de requalificação viária da avenida, que deve reduzir o tempo de viagem nos ônibus em cerca de 20%, depois de concluídos todos os serviços na localidade.

Com aproximadamente 1,4 km de extensão, em uma área de mais de 40 mil metros quadrados, considerando o trecho entre a rótula do bairro Luzia e o cruzamento com a avenida Augusto Franco, j´ano bairro Ponto Novo, a Nestor Sampaio, ao longo dos anos, se tornou um dos principais eixos viários de Aracaju e, por um longo tempo, teve seu revestimento à base de paralelepípedo, mas, paulatinamente, teve o piso subsistido por asfalto.

O último trabalho de recapeamento foi realizado entre fevereiro e março de 2002, quando a Prefeitura investiu cerca de R$340 mil, com recursos próprios e produção da usina de asfalto da Emurb. Portanto, com o passar do tempo, e com a falta de manutenção da via, o trabalho de recuperação se fez necessário, tanto para condutores, pedestres, quanto para os comerciantes locais.

População contemplada
Seja para quem passa pela avenida com transporte público ou particular, ou mesmo os moradores da proximidade e comerciantes sentem que, com a obra, o ritmo na localidade vai melhorar por diversos aspectos.

A estudante Beatriz Silva, por exemplo, funcionária de uma delicatessen localizada no início da Nestor Sampaio, diariamente precisa de ônibus para chegar ao local que trabalha. Para ela, a obra vai tornar a viagem mais rápida.

“Acredito que, há tempos, a avenida precisava de melhorias. Com essa obra, creio que o fluxo de veículos vai melhorar e a viagem de ônibus vai ser mais prática. Da porta do local em que trabalho, vejo a grande movimentação e, com o asfalto melhor, até vai ajudar para a segurança das pessoas que transitam de veículo”, considera Beatriz.

Silvia Dionísio tem comércio na avenida e destacou que a obra vai servir para melhorar a movimentação na localidade. “Há dois anos, possuo o comércio na Nestor Sampaio e sempre reclamei do fluxo de veículos por aqui porque me parecia desordenado. A obra vai fazer com que o trânsito fique melhor e vai até ser mais favorável para quem tem comércio na região”, afirma.

A irmã de Silvia, Sandra Dionísio, que mora em uma das ruas paralelas à Nestor Sampaio, elogia a iniciativa. “Vai ficar mais fácil chegar até a avenida, sem contar que os motoristas, assim como os pedestres também, terão mais atenção ao circular pela avenida. De fato, é uma obra necessária que só tem a beneficiar a população”, frisa.

Proprietário de uma empresa de serviços automotivos em um dos pontos mais movimentados da Nestor Sampaio, Bruno Aguiar ressalta os pontos positivos da obra. “Essa empresa é de família e está em funcionamento há 35 anos, destes, 27 eu estive presente. Desde os meus 13 anos vejo a movimentação nessa avenida e, com o passar do tempo, só aumentou. Então, ter uma obra que vai melhorar o fluxo, sinalizar mais e melhorar a segurança para o pedestre é muito para a coletividade. Apesar do transtorno inicial, depois de pronta, os benefícios serão maiores”, pontua.

A academia de Mikhail Abdallah também fica localizada na Nestor Sampaio e ele acredita que a obra será boa até para o negócio, instalado na via há cinco anos. “É uma obra necessária, um transtorno necessário para que, no futuro, tenhamos uma avenida muito melhor, com muito mais fluidez e melhor para os comerciantes, afinal, os carros vão passar com mais tranquilidade e parar nos pontos comerciais com mais facilidade”, destacou.