Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Obras e Urbanização

Moradores do Soledade demonstram satisfação com avanços na implantação do saneamento

14/02/2020 10h45

Para quem por muito tempo teve que conviver com a falta de saneamento, o som das máquinas trabalhando soa como música. Se antes o trânsito dos veículos ficava comprometido em virtude do desnível das vielas agora o vai e vem dos veículos de grande porte recolhendo o material retirado das valas onde serão implantadas as manilhas de drenagem é um sinal de que os tempos estão mudando. "E mudando para bem melhor", assegura a dona de casa Lucila da Silva, moradora de uma das 21 ruas do bairro Soledade, onde a Prefeitura de Aracaju, por meio da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), executa um amplo projeto de infraestrutura.

"Eu nem me incomodo com as máquinas porque aprendi na vida que nada de bom nasce sem algum sacrifício e se hoje estamos desviando desses buracos grandes é para em breve a gente andar aqui com muita tranquilidade", relata dona Lucila, uma sexagenária que sabe bem a importância das obras que vem sendo executadas na região.

As palavras de satisfação são recorrentes entre os moradores dos loteamentos Guarujá, Santa Catarina e Isabel Martins, comunidades localizadas em uma região que, até então, não dispunha de infraestrutura básica. Gente como a cabeleireira Jéssica Vieira, que enxerga na obra a chegada de mais cidadania e valorização da localidade.

"A gente se sente prestigiada porque de agora por diante vamos andar com segurança e sem ter que ficar desviando de poças de águas. E vai facilitar minhas clientes chegarem no meu salão", brinca Jéssica.

Apenas nesta obra, a Prefeitura investe cerca de R$4,6 milhões, com recursos conveniados com o Governo Federal, e deve transformar a paisagem antes cheia de contradições sociais e urbanísticas em um local onde residem milhares de famílias.

São as mudanças vindouras que animam o pintor Ananinas Lima, morador do loteamento Isabel Martins há quase 30 anos. Ele confessa que pela primeira vez assiste a uma obra estruturante na localidade. "Criei meus filhos nas ruas empoeiradas e agora vejo que as novas gerações terão outro ambiente para brincar. Isto será maravilhosa e acredito que vai valorizar muito toda estas comunidades aqui da Soledade", afirma.

Cronograma
Na fase inicial, a obra se concentra na implantação da rede de drenagem. As frentes de trabalho, com mais de 30 operários, atuam nas ruas das três comunidades implantando as manilhas da nova rede de drenagem.

Atualmente, a parte da implementação do esgotamento sanitário já passa dos 50%, enquanto a rede de drenagem supera os 60%. Os serviços seguem o cronograma estipulado no projeto executivo.