Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Agência Aracaju de Notícias

Obra de infraestrutura do Tia Caçula contempla demanda local e agrada moradores

13/02/2020 06h00

Resultado de um investimento de cerca e R$5 milhões, feito pela Prefeitura de Aracaju com recursos conveniados junto ao governo federal, a obra de infraestrutura do loteamento Tia Caçula atende reivindicação antiga dos moradores locais e contempla a implantação de drenagem pluvial, pavimentação asfáltica e em paralelepípedo, rede de esgoto com estação elevatória e calçadas de acessibilidade em todas as ruas da localidade.

“As calçadas são fundamentais para as pessoas que possuem dificuldade para se locomover, principalmente cadeirantes e deficientes físicos. É muito bom que elas sejam feitas, pois nós não podemos pensar apenas na gente, mas também nos outros”, afirma a vendedora Ana Paula de Jesus, moradora do loteamento.

Na rua Alagoinhas e entorno, também contempladas neste investimento, serão implantados cerca 1 km de rede de esgoto, 1,3 km de rede de drenagem, 4,5 km de meio-fio e 15 mil m² de pavimentação. Obras que vão transformar radicalmente o cotidiano dos moradores que enfrentam dificuldades em sair de casa em dias chuvosos, por exemplo.

“Quando chove muito, não consigo ir à igreja por causa da lama. Mas agora, com os homens trabalhando, vejo que as coisas estão se encaminhando”, afirma a aposentada Donizete Alves dos Santos, moradora do loteamento Tia Caçula há 22 anos.

O loteamento Tia Caçula já recebeu os bueiros responsáveis por garantir a passagem do esgoto e o escoamento da água da chuva extinguirá, portanto, o acúmulo de água e os alagamentos. Por esse motivo, a dona de casa Rosângela Cruz não permitia que as netas, Sofia, 5, e Joice, 2, fossem brincar na rua. Com a situação mudando, Rosângela está mais otimista.

“Depois que os bueiros forem colocados, elas vão poder brincar e não vou proibi-las mais de saírem na rua. Assim elas poderão ficar mais a vontade para brincarem e se divertirem”.

A manicure Ingrid Samara Silva é mãe de um bebê de sete meses. Pelo menos três vezes por semana ela sai da sua casa, na rua A, e vai visitar sua sogra, que mora na rua Alagoinhas. Durante o percurso, o chão de terra batida que traz lama e poeira, a depender do tempo, dificulta o tráfego do carrinho de bebê. Mas a rua pavimentada com paralelepípedo, é a certeza de um futuro melhor para o bebê.

“Penso no futuro do meu filho. Ele vai crescer, vai querer brincar e se divertir. E se ele não tiver um local adequado para fazer isso? Então, essas obras são excelentes, pois meu filho precisa de um espaço limpo e digno para brincar quando for maior”, explica a manicure.

Mesmo no início, o ritmo das obras é bem avaliado pela pensionista Gerusa Bispo, que, nas horas vagas, fica na frente de sua casa observando o trabalho de transformação que a Prefeitura vem realizando. “Todos nós estamos satisfeitos com o andamento das obras, os canos de escoamento de água e esgoto já foram colocados, as máquinas trabalham todos os dias. Esperamos que fique pronto logo porque uma obra dessas é ótima”, enaltece.