Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Assistência Social e Cidadania

Centro Pop promove festa de carnaval para pessoas em situação de rua

18/02/2020 15h40

Máscaras, confetes e muita animação. Foi dessa forma que os usuários do Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua (Centro POP), unidade administrada pela Prefeitura de Aracaju, por intermédio da Secretaria Municipal da Assistência Social, participaram da Festa de Carnaval nesta terça-feira, 18.

De portas abertas, a unidade também recebeu, além de pessoas em situação de rua, moradores de ocupações. De acordo com a secretária da Assistência Social de Aracaju, Simone Passos, as atividades desenvolvidas tem o caráter de promover a inclusão e proporcionar momentos de lazer e alegria.

“A inclusão social é um direito garantido pelo Sistema Único de Assistência Social. Em uma festa tradicionalmente brasileira, os usuários do Centro POP podem comemorar a chegada do Carnaval dentro da nossa unidade. Essa população de rua precisa de uma atenção especial e em eventos como esse conseguimos promover a integração, assim como fazer com que eles tenham contato com a equipe multidisciplinar para que eles sejam beneficiados pelos nossos serviços. As ações desenvolvidas nos equipamentos durante datas comemorativas têm o objetivo de incluir e garantir o direito de acesso ao lazer dos nossos usuários”, destacou.

Toda a população pôde celebrar a chegada do Carnaval ao ritmo de músicas, brincadeiras e algumas comidas para repor as energias para curtir a festa. Para o coordenador do Centro POP, Edilberto Filho, a festa mantém a tradição da cultura brasileira e possibilita momentos de distração para a população que vive em situação de extrema vulnerabilidade social.

“É um evento realizado anualmente em todos os equipamentos da Assistência para garantir a permanência de uma manifestação cultural de suma importância e no Centro POP não é diferente. É uma festa muito celebrada pelos nossos usuários que veem no Carnaval um espaço de diversão, alegria e uma forma de extravasar as agonias do dia a dia. Sabemos que eles sofrem com a resistência social e esse evento vem para reunir todos eles para que também tenham o direito de pular o carnaval. Foi uma manhã diferente para a população atendida diariamente pela nossa unidade”, explicou.

Pela primeira vez, Jéfersson Henrique, 30, em situação de rua há 12 anos, participou da festa. Natural da cidade de Osasco, em São Paulo, ele está no Centro POP há oito meses recebendo todo o atendimento necessário para a superação das suas dificuldades.

“A festa foi uma maravilha, com paz, amor, alegria, me diverti muito. Não é porque estamos na rua que não podemos ter um pouco de felicidade. Procurei curtir da melhor forma para aproveitar todos os momentos. Aqui fui muito bem recebido, tenho auxílio para o que eu precisar. Não passo por muitas necessidades graças a esse lugar e a equipe que me acolheu”, contou.

A dona de casa Vanquênia Araújo, 42, mora em uma ocupação conhecida como Babilônia e fez questão de estar presente no evento. “Já estou no Centro POP há oito meses e vim para curtir um pouco da festa que prepararam para nós. É uma maneira que encontramos de nos divertir porque a sociedade acaba nos excluindo, pensam que quem mora na rua ou em ocupações não tem o mesmo direito. A festa foi muito legal, me sinto bem aqui e ser acolhida pela unidade é muito importante para mim”, disse.