Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Agência Aracaju de Notícias

Prefeitura garantiu organização da cidade durante o período carnavalesco

26/02/2020 11h30

Enquanto os foliões curtiram o Carnaval na capital, a Prefeitura de Aracaju atuou durante todo o período festivo para que aracajuanos e turistas pudessem desfrutar de uma cidade limpa e organizada. Além de garantir a execução dos serviços essenciais nos dias de ponto facultativo, a administração municipal garantiu apoio logístico dos festejos, por meio de órgãos municipais, como a Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema), Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), Guarda Municipal de Aracaju (GMA) e Secretaria Municipal da Saúde (SMS), que intensificaram trabalhos específicos para esses dias.

Limpeza 

Visando o bem estar da população nos espaços públicos, a Emsurb atuou com equipes de limpeza em todos os dias de realização do Rasgadinho. Foram 264 agentes coletando o lixo produzido pela população na região do principal festejo carnavalesco da cidade. Além de acompanhar todo o cortejo, os trabalhadores coletaram previamente os resíduos no início da manhã, preparando o espaço para o dia de festividades.

Outros agentes também estiveram empenhados na limpeza de locais que realizaram bloquinhos, a exemplo da rua Major Aureliano, no Santos Dumont, e no residencial Porto Sul, na Aruana. Foram recolhidos 6.550 quilos de resíduos no Rasgadinho e 8.850 quilos nos demais eventos carnavalescos.

Durante todo o período, a Emsurb também realizou o trabalho de recolhimento de algas marinhas, popularmente conhecidas como sargaços, em toda a faixa litorânea de Aracaju, que surgiram em decorrência da maré, e dos bares localizados na areia da praia, que receberam um intenso fluxo de consumidores nesse período. Para a ação, foram mobilizados cerca de 70 agentes, que garantiram a limpeza da areia para a população que escolheu a praia como opção de curtir os dias de descanso.

Poluição sonora

Os fiscais da Sema atuaram na fiscalização de horários e limites de emissão sonoras, determinadas por Lei, nos blocos que receberam a autorização do órgão. As medições foram realizadas para garantir o sossego da população, já que de acordo com a legislação municipal, no período noturno, o som precisa ser limitado a 50 decibéis e, no período diurno, a 60 decibéis.

Trânsito

O apoio prestado ao Rasgadinho, através da SMTT, foi fundamental para que os foliões pudessem curtir a festa com tranquilidade. Por dia, 50 agentes atuaram distribuídos nos principais percursos, fazendo bloqueio e liberação das vias. O trabalho também contou com o reforço de ações de conscientização e fiscalização e com a condução do desvio de algumas linhas do transporte público para melhor atender a população em geral. Dessa forma, garantiu a integridade de quem participou dos festejo, no que se refere à mobilidade urbana da cidade.

Segurança

Durante o período festivo, a Secretaria da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), por meio da Guarda Municipal, executou um esquema de segurança que promoveu a intensificação da Operação Terminal Seguro, além do patrulhamento em áreas com blocos carnavalescos.

De acordo com o diretor-geral da GMA, subinspetor Fernando Mendonça, não foram registradas ocorrências nos terminais de integração. “Relativo à operação Terminal Seguro, trabalhamos de maneira intensificada em momentos estratégicos, levando em consideração os horários com maior fluxo de deslocamento dos foliões para os bloquinhos e para a Orla da Atalaia. Nesse sentido, não houve registro de ocorrências”, indicou.

No que se refere ao patrulhamento preventivo, realizado nas regiões com eventos carnavalescos, foram registradas duas situações sendo uma delas por desentendimento entre foliões, que foi contida e notificada na delegacia. A outra ocorrência diz respeito a prisão de um homem por tentativa de homicídio com utilização de arma branca, que resultou na condução do autor para a delegacia.

Não houve registro de ocorrências a partir do sistema de vigilância eletrônica das unidades municipais, que é operacionalizado e monitorado pela GMA.

Saúde

A Secretaria Municipal da Saúde, através das equipes da Rede de Programas de Vigilância Epidemiológica (REPVAS) e da Vigilância Sanitária e Ambiental (Revisa), buscou estimular a prevenção das doenças sexualmente transmissíveis durante todos os dias de festa. Durante os cortejos do Rasgadinho, em diversos pontos da festa, distribuiu 33 mil camisinhas masculinas, 2 mil camisinhas femininas e 15 mil unidades de gel lubrificante, com o apoio do veículo, conhecido como Previna Móvel.

A conscientização sobre o novo coronavírus também foi destaque nesse Carnaval. O período de grande concentração de pessoas foi oportuno para a distribuição de panfletos e orientações que podem auxiliar na quebra da cadeia de transmissão, caso o vírus passe a circular entre os aracajuanos. Além dos blocos, a mesma ação foi realizada em outros pontos da cidade onde houve grande circulação de pessoas, sobretudo onde transitaram turistas com maior intensidade, a exemplos do aeroporto, das rodoviárias e dos hotéis e restaurantes da orla da Atalaia.

Para garantir o consumo de bebidas e alimentos com a devida procedência e tratamento, a equipe da Rede de Vigilância Sanitária (Revisa) fiscalizou ambulantes e vendedores em toda extensão do Rasgadinho. Durante as inspeções, as condições sanitárias foram verificadas. Ou seja, se os alimentos estão bem acondicionados, se o gelo está sem risco de contaminação e se as pessoas que estão manipulando os alimentos estão usando equipamentos de proteção individual (EPI’s), além de conferir o certificado de treinamento em práticas de manipulação de alimentos, exigido para autorizar a comercialização.