Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Agência Aracaju de Notícias

Passageiros reconhecem importância do monitoramento realizado pela Prefeitura no aeroporto

22/05/2020 07h15

Desde o final do mês de março, a Prefeitura de Aracaju tem realizado o monitoramento de todos os passageiros que desembarcam no Aeroporto Santa Maria, de modo a evitar a propagação da covid-19. O trabalho é desenvolvido pela Secretaria Municipal da Saúde imediatamente após o desembarque.
 
Com as medidas restritivas, o terminal aeroportuário passou de 14 voos diários, com uma média de 160 passageiros, para apenas um, sendo que, às quartas-feiras e aos sábados não há nenhum voo programado.

Mesmo com a redução de passageiros, as equipes seguem realizado o trabalho de monitoramento. A abordagem, feita por 15 profissionais, checa a temperatura corporal e realiza o cadastro para monitoramento. Atualmente, mais de 5 mil pessoas já foram cadastradas na ação.

Para quem chega à cidade, é uma sensação de acolhimento e segurança, um reforço a mais nas medidas que visam resguardar a população. 

A psicopedagoga Ana Beatriz Melo, de 52 anos, mora em Maceió, mas fez uma conexão em Aracaju quando estava voltando de Portugal. Para ela, a ação é extremamente positiva. 

“Fiquei muito satisfeita, não só eu, como também quem estava comigo. Os cuidados, o tratamento que nos deram foram excelentes. Isso é importante porque reforço a prevenção. Até aquele momento, eu não tinha visto em outro aeroporto uma ação tão bem organizada. Isso nos dá uma sensação maior de segurança em um momento em que todos estamos muito sensíveis”, afirmou Beatriz. 

A mesma opinião tem Cláudia de Oliveira Silva, de 48 anos. Ela também desembarcou em Aracaju após uma viagem a Portugal, e de acordo com ela a recepção no aeroporto é muito positiva. 

“É uma assistência a mais porque sabemos que órgãos da saúde estão monitorando e acompanhando as pessoas. Naquele momento, pra quem estava vindo de fora, foi muito bom saber que existia uma atenção a esse respeito. Recebemos orientação e nosso grupo ficou mais tranqüilo por saber que tem esse serviço. Então, achei muito importante e necessário”, ressaltou Cláudia. 

O médico Pedro Diego de Castro, de 36 anos, viajou com a esposa ao Acre e assim que desembarcou de volta a Aracaju foi recepcionado por uma profissional da Secretaria de Saúde. 

“É bem importante ter esse tipo de ação. É mais uma medida para acompanhar os casos. Sou a favor das medidas que vêm sendo tomadas e, acredito, que algumas coisas estariam melhores se a população colaborasse mais. Creio que deve ser um esforço de todos e, na minha casa, temos tomado todos os cuidados necessários”, pontuou Pedro. 

Vindo de um trabalho no Espírito Santo, Amilton Santos Lima Júnior, de 36 anos, apóia a iniciativa da Prefeitura. “Nesse momento de tensão com relação à nossa saúde, essa ação é bastante importante. Como eu preciso viajar muito, quanto mais medidas de segurança, melhor. Assim que cheguei a Aracaju, apesar não ter sintoma, fiquei em casa durante 14 dias para acompanhar. É um período em que precisamos fazer a nossa parte e me preocupo muito em reforçar os cuidados. Então, a recepção no aeroporto é de muita valia”, considerou Amilton. 

O procedimento no aeroporto é simples e rápido, como explica a coordenadora da Rede de Programas de Vigilância e Atenção à Saúde da SMS, Débora Oliveira.

“Assim que as pessoas desembarcam, nossas equipes fazem a abordagem explicando o que é e como é feito o procedimento que é bem simples e rápido. Após esse primeiro contato, são encaminhadas para a fila, sem aglomeração e respeitando o espaço demarcado, de pouco mais de um metro de distância entre um e outro. Por fim, verificamos a temperatura e fazemos o cadastro dos passageiros”, esclareceu Débora.