Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Serviços Urbanos

Prefeitura assegura EPI’s adequados aos servidores que trabalham nos cemitérios municipais

21/05/2020 15h00

Diante do contexto da pandemia, a Prefeitura de Aracaju vem ampliando as medidas preventivas visando à redução do risco de propagação da covid-19. Por esta razão, a gestão mantém o padrão dos equipamentos de proteção individual (EPI’s) utilizados pelos profissionais que trabalham nas atividades de sepultamento nos cemitérios públicos da capital, administrados pela Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb). 

De acordo com o presidente da empresa, Luiz Roberto Dantas, a iniciativa segue os parâmetros técnicos estabelecidos pelo Ministério da Saúde e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), direcionados aos serviços funerários.

“Estamos atuando conforme a legislação, portarias e recomendações dos órgãos da saúde, inclusive durante sepultamentos de pessoas cujos falecimentos não estejam relacionados à covid-19, uma vez que os familiares ou amigos autorizados a comparecerem à cerimônia, em número máximo de dez, podem estar assintomáticos. Então, adquirimos esses equipamentos de proteção individual, que contemplam botas, óculos, aventais, máscaras, protetores faciais, dentre outros, de modo a resguardar a saúde dos nossos trabalhadores no exercício de suas atividades, principalmente, no que diz respeito aos sepultamentos”, explicou o presidente.

Sobre outras medidas de enfrentamento ao coronavírus, Luiz Roberto lembrou que a administração municipal reforçou os critérios de prevenção e higienização nos cemitérios São João Batista, no Ponto Novo, e no Helena Bandeira, no bairro Atalaia. 

“Instalamos nestes locais recipientes com álcool em gel, além da fixação de material informativo com as recomendações necessárias para que não haja a proliferação do novo coronavírus. Estas ações se somam a outras iniciativas adotadas pela Prefeitura, no tocante aos cuidados preventivos em locais com circulação de pessoas”, salientou o presidente.

Feiras livres e mercados
A preocupação da gestão com a saúde dos colaboradores, também foi reforçada entre as equipes de fiscalização que trabalham nas 16 feiras livres em funcionamento na cidade, bem como o pessoal de apoio da empresa municipal, que neste momento atua de forma voluntária.

“Desta forma, desde o último dia 15, estes profissionais passaram a contar com protetor facial e solar, camisas de proteção UV, além dos itens entregues anteriormente, a exemplo de máscaras e luvas”, reiterou Luiz Roberto.