Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Serviços Urbanos

Prefeitura realiza desinfecção em espaços que acolhem pessoas em situação de rua

04/08/2020 16h40

A Prefeitura de Aracaju vem ampliando as ações de desinfecção para reforçar as ações de visam evitar a proliferação do novo coronavírus na capital. Neste sentido, através da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb),  o serviço passou a atender locais que acolhem pessoas em situação de rua, ligados à Secretaria Municipal da Assistência Social. Um desses locais é a Emef Estadual Freitas Brandão que, neste período de pandemia, foi adaptado para funcionar como abrigo emergencial e assistir e salvaguardar essa população.

O coordenador do serviço disponibilizado na Emef Freitas Brandão, Rafael Matos, destacou a importância da prestação contínua deste procedimento. “O serviço de desinfecção vem a somar com as ações de abordagens sociais feitas diariamente pela Prefeitura, através da Assistência. Então, é uma atividade muito importante, pois as pessoas em situação de rua não contam com acesso à higiene pessoal de forma regular, fato que pode refletir, até mesmo, em suas imunidades. Além disso, promove mais segurança também para os nossos profissionais”, destaca.

“Estou há cinco meses aqui e passei a sentir mais segurança após o início desse serviço. É um trabalho importante, feito com o uso de produtos mais indicados para uma higienização mais reforçada e isso é muito bom”, afirmou o paranaense Edmilson Valério Ramos, ao elogiar, também, a estrutura provisória estabelecida pela administração municipal, durante a pandemia do coronavírus, que garante aos assistidos mais conforto, alimentação, higiene, além de cuidados com a saúde. 

“Esse trabalho é muito bem-vindo porque ajuda a manter esse local mais protegido, e isso é muito bom para nossa saúde. Só tenho a agradecer”, comentou Francisco Moura Nascimento, que está em situação de acolhimento no abrigo emergencial.

De acordo com a Emsurb, estão sendo incluídas na programação áreas onde há um considerável número de pessoas circulando, a exemplo de pontos de táxi, terminais de integração do transporte público, unidades de saúde, clínicas e hospitais. O processo já foi realizado em cerca de 300 locais, com 832 ações, já que muitos dos espaços recebem o serviço mais de uma vez. 

Além do abrigo provisório, nesta terça-feira, 4, o serviço, que utiliza produtos com efeito antibactericida e esterilizante, foi realizado em unidades de acolhimento institucional ligadas à Secretaria Municipal da Assistência Social; Centro DIA – Centro Especializado para Pessoas com Deficiência; Arena Batistão; Unidade Básica de Saúde Amélia Leite; Casa de Passagem Acolher; CAPS Vida; Abrigo Caçula Barreto. Também em órgãos estaduais, como a Academia de Polícia Civil de Sergipe (Acadepol),  Centro de Atendimento ao Menor (CENAM) e Unidade Socioeducativa de Internação Provisória (USIP).