Prefeitura qualifica gestores escolares para uso das redes sociais das unidades de ensino

Educação
27/09/2022 12h35

As plataformas digitais têm potencializado a interação de pessoa para pessoa e, também, entre as instituições e seus públicos. Exemplo disto são as escolas da rede municipal de ensino, que têm utilizado esses espaços virtuais para facilitar e potencializar a interação entre todos. Visando qualificar seus gestores escolares para um uso eficaz desses meios, a Prefeitura de Aracaju, através do Centro de Aperfeiçoamento e Formação Continuada (Ceafe) da Secretaria Municipal da Educação (Semed), realizou o curso formativo 'Comunicação e Redes Sociais: Gestão Assertiva'. O evento aconteceu na manhã desta terça-feira, 27, no auditório Antônio Vieira Neto, localizado no bairro Siqueira Campos. 

A formação, voltada para diretores escolares e coordenadores administrativos das 74 unidades de ensino da rede, foi ministrada pela jornalista, pesquisadora e professora da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Maíra Bittencourt. Foram abordados temas como uso da imagem, estratégias de engajamento, boa conduta nas redes sociais, entre outros. De acordo com ela, este momento ajudará a potencializar o trabalho das escola públicas e a divulgação de cada uma enquanto ambiente educacional.

"Esse é um tema muito em alta, hoje em dia. A gente precisa dessas formações com todos aqueles que estão à frente da educação de alguma forma. Percebi uma adesão muito grande das escolas da rede às mídias sociais. A maioria utiliza esses recursos e, aqui, no próprio contato com os diretores e coordenadores, a gente percebe que há uma vontade de usar esse espaço como forma de diálogo com a comunidade escolar, de mostrar o trabalho que está sendo realizado e evidenciar a educação pública. Isso é legal e muito importante, ressaltando projetos e o ensino", afirma a jornalista Maíra Bittencourt.

Diretora da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Papa João Paulo II, Silvana dos Santos conta que este curso está sendo de grande valia para aperfeiçoar algo que, até então, estava sendo feito de modo intuitivo.

"Essa formação está nos mostrando o que podemos fazer, o cuidado que temos que tomar, a preocupação com a qualidade da imagem. A rede social é uma vitrine e nela podemos apresentar à comunidade escolar o que somos: um local acolhedor, forte e que precisa ter uma comunicação correta, dialogando com intencionalidade e do jeito correto com o nosso público", expressa a gestora.

Da Emef Elias Montalvão, no Mosqueiro, a diretora Carol Teixeira diz que a unidade de ensino tem utilizado as plataformas de mídia para mostrar o dia a dia no local e gerar mais visibilidade aos trabalhos pedagógicos e aos projetos que estão sendo desenvolvidos.

"Por meio das nossas redes sociais a gente consegue trazer os pais mais para perto, fazer com que acompanhem o que seus filhos estão fazendo na escola e os resultados obtidos nas ações orientadas pela Semed, como as avaliações diagnósticas e de leitura. Nós mesmos, da direção, fazemos um planejamento, produzimos e postamos. Sempre gera uma boa interação", relata Carol. 

Através do Centro de Formação, a Semed oferta uma grande variedade de cursos para os docentes da rede, trazendo aos educadores temáticas que garantam qualificação e resultem no melhor desempenho possível no processo de ensino e aprendizagem.

"Temos trazido temas que eram pouco discutidos no âmbito da atuação dos gestores escolares, mas que os fazem refletir sobre aquilo que, na verdade, já fazem na prática. São temáticas bastante atuais para que diretor e coordenador possam estar instrumentalizados em relação ao seu campo de atuação", explana o diretor do Ceafe, Willams dos Santos.