Prefeitura Municipal de Aracaju/SE

Prefeitura e UFS discutem parcerias para capacitar servidores

Dialogar e buscar novas parcerias com a utilização da expertise da  Universidade Federal de Sergipe (UFS) para promover a capacitação dos servidores públicos municipais em variadas áreas. Esta foi a pauta do encontro realizado nesta quarta-feira, 13, entre o secretário Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão, Augusto Fábio Oliveira, e o reitor da UFS, Ângelo Antoniolli.
 
Acompanhado do diretor Escola de Governo e Administração Pública (Esgap), Bosco Rolemberg, Augusto Fábio destacou a importância do estreitamento de laços entre o Governo Municipal, através da Escola de Governo, e a UFS objetivando a execução de projetos entre os entes. "Esta é, além uma visita institucional, um encontro para tratarmos sobre futuras parcerias entre esta instituição de ensino e a Prefeitura de Aracaju".
 
Augusto Fábio destacou, também, que "a proposta é elaborar convênios no sentido de, juntos, atuarmos nas áreas de ensino, pesquisa e extensão, o que resultará no crescimento intelectual dos servidores municipais e, conseqüentemente, na melhoria dos serviços prestados à sociedade", disse o secretário da Seplog.
 
Por sua vez, o reitor da UFS enfatizou que o município de Aracaju é um aliado da instituição no fornecimento de dados que auxiliam as pesquisas e os projetos ali elaborados. “Por isso, é profícuo que a Universidade e a Prefeitura alinhem o discurso no sentido de formalizar convênios com foco tanto na formação como na prestação de serviço”.

Conhecimento em Gestão

O diretor da Esgap destacou a importância dessa ação no novo perfil que a administração municipal assume perante o servidor. “Já estamos implementando o processo de transformação da nossa escola de governo em escola de gestão. Dentro das premissas estabelecidas pelo prefeito Edvaldo Nogueira, buscaremos ampliar esse acesso às áreas do conhecimento correlatas à gestão aos nossos servidores. Nesse contexto, a UFS e as demais instituições de ensino superior tem papel preponderante”, evidenciou Bosco Rolemberg.