Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Agência Aracaju de Notícias

Moradores do Jabotiana comemoram a reforma da Emei José Airton de Andrade

06/12/18 08h29

Para além de disponibilizar conhecimento às crianças, as escolas públicas são pontos de interação social para a comunidade que fica no seu entorno, desenvolvendo a sensação de pertencimento e fortalecendo os relacionamentos. Por isso, a Prefeitura de Aracaju está investindo aproximadamente R$ 320 mil na reforma da Escola Municipal de Ensino Infantil(Emei) José Airton de Andrade, buscando disponibilizar novamente aos aracajuanos do bairro Jabotiana um espaço seguro e acolhedor. 

Em 2014, a unidade foi incendiada, após um furto. Assim que assumiu a administração municipal, o prefeito Edvaldo Nogueira comprometeu-se com a reforma, mas encontrou empecilhos. Dois processos licitatórios se encerraram sem interessados. Uma terceira tentativa obteve êxito, então o gestor assinou a ordem de serviço na sexta-feira, 30. A expectativa é que a escola esteja pronta já para o próximo período letivo. 

Todos os percalços foram testemunhados pela comunidade, que espera há muito tempo a resolução do problema. Agora a esperança foi renovada. “Eu estudei nessa escola e estou acompanhando de perto toda a história. Agora, finalmente, essa reforma vai acontecer. Eu sei disso porque o prefeito se mostrou um homem de palavra. Ele prometeu na campanha que viria aqui e daria a ordem para essa obra acontecer, agora está cumprindo”, comemora Alan dos Santos, 22 anos. 

A José Airton é parte indispensável da história de quem se estabeleceu no bairro Jabotiana, ajudando a educar gerações. “Eu sou a primeira moradora do Largo da Aparecida. Meus netos estudavam aqui e era muito bom. Se Deus me der vida, eu estarei na inauguração e acompanhando meus bisnetos nesta escola”, garante Eljaci de Jesus, 72 anos.
 
O imbróglio criado pelo ato criminoso fez com que a escola fosse desativada e que seus alunos fossem transferidos para outras unidades. “Meus três filhos estudaram nessa escola. Agora já tenho netos e espero que eles também estudem aqui. Quando a obra estiver pronta, será muito bom porque as crianças vão estar aqui por perto, facilitando nossa vida", alegra-se Dalva Maria da Silva. 

A obra também tranquiliza os pais em relação ao trajeto entre suas residências e às outras unidades de ensino. “Essa reforma vai melhorar muito a vida das crianças, porque hoje muitos estão estudando longe de casa. Além disso, eles precisam atravessar a avenida aqui da frente, o que é muito perigoso mesmo com a faixa e o semáforo”, explica Carlos dos Santos.