Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Indústria, Comércio e Turismo

3ª Reunião do COMTUR é marcada por presença recorde dos seus membros

14/02/19 18h04

Na manhã desta quinta-feira, 14, o Conselho Municipal do Turismo (COMTUR), órgão que integra a Secretaria Municipal da Indústria, Comércio e Turismo (Semict), realizou a primeira assembleia ordinária de 2019 e a terceira, desde que o órgão foi recriado pela atual gestão. A reunião teve presença recorde de participantes, com 98% dos seus membros presentes, vários suplentes, convidados e público interessado no tema do turismo.


Atendendo demanda do Sindicato dos Guias de Turismo do Estado Sergipe (Singtur/Se) sobre a fiscalização aos ônibus de turismo que trafegam em Aracaju sem a presença de um guia de turismo, foi convidado para colaborar com esclarecimentos o Diretor de Trânsito da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito de Aracaju (SMTT), Thiago Alcântara. Ele explicou que o órgão não tem competência legal para exercer a fiscalização solicitada. “Ainda assim, consultei nosso departamento jurídico e de trânsito para avaliar outras possibilidades legais que pudessem ajudar e encontramos a Lei nº 4930/2017, que dispõe sobre o exercício da profissão de guia de turismo. É um instrumento para que o colegiado possa estudar uma solução para o problema”, sugeriu Thiago.


O tema foi colocado para discussão, sendo formada uma comissão para estudar mecanismos de fiscalização não só para a questão específica dos guias, mas também de outros segmentos que compõem o Conselho. “Saio daqui satisfeita com a criação dessa comissão para execução dessa fiscalização, não só para garantir a existência de um guia do turismo, como também para todos os segmentos, porque estamos em uma época de construir, de profissionalizar o turismo em Sergipe”, enfatizou a presidente do Singtur/Se, Érika Ribeiro.


O secretário municipal da Indústria, Comércio e Turismo (Semict), Ricardo Mascarello fez uma síntese das obras de infraestrutura turística que estão sendo realizadas na cidade, começando pela Orla da Coroa do Meio, dividida em 2 etapas. “A primeira, já concluída pela Emurb, foi a readequação viária na região do Farol da Marinha, permitindo mais segurança e conforto para quem trafega na área. A segunda etapa contemplará a urbanização daquela região das pedras, com previsão de espaços para apresentações culturais, food trucks e de contemplação. No momento, essa intervenção está em processo de licitação dos projetos executivos", detalhou.


Sobre a Orla Pôr do Sol Cleomar Brandi, no Mosqueiro, o secretário informou que é uma obra estadual, no âmbito do Prodetur, e que para sua inauguração falta apenas a implantação de um atracadouro flutuante, “que não constava no projeto original e que precisou ser feito um aditivo junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID)", informou.


Por fim, a Orla do Bairro Industrial, também inscrita no Prodetur, "encontra-se em tramitação junto ao BID", destacou Ricardo, acrescentando que “o projeto executivo está pronto e orçado”, aguardando apenas a liberação do banco para a completa reforma.

 

Divulgação

 

O Planejamento de participações em eventos para divulgação do destino foi o item seguinte da pauta. O vice-presidente do COMTUR e presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis Sergipe (Abih/Se), Antônio Carlos Franco Leite Sobrinho, considerou importante que o Conselho esteja focado na promoção e divulgação do destino Sergipe. “É fundamental divulgar o destino, trazer o turista para Sergipe. No ano passado promovemos visitas no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul participando de capacitações com operadores de fora e mostrando o que temos. O turista acha nosso destino bonito, mas é preciso divulgar”, ressaltou.


Antônio Carlos Franco fez uma apresentação com o título “Promoção do Destino Sergipe”, onde elencou números do turismo, expectativas para o setor, ações que sua entidade tem promovido com vistas a divulgação do destino e apresentou o planejamento da Abih/Se para participação de feiras e eventos em 2019. Com base nesse planejamento, o colegiado resolveu criar uma comissão que vai trabalhar na elaboração de um calendário construído com sugestões de todos os representantes.


O último ponto de pauta foi a organização da bilhetagem de embarcações na Orla Pôr do Sol e a dinâmica de roteiros no estuário do rio Vaza-Barris. O presidente da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) Luiz Roberto Dantas, destacou que existiam permanentes conflitos entre barqueiros na captação de turistas para suas embarcações, motivando a abertura de procedimento no Ministério Público de Sergipe diante dos problemas ocasionados. “Fizemos reuniões com todos os envolvidos e chegamos a um decreto para organizar as atividades dos barqueiros com a expedição de alvará de permissão para exploração dos serviços de transporte de turistas, por meio de bilhetagem. Também já foi feito estudo para organizar os ambulantes que comercializam na área, ficando estabelecido um número de permissionários para disciplinar as atividades”, explicou.


Sobre a dinâmica de roteiros, Mascarello informou que teve reunião com o prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana, com vistas a criação de novos roteiros integrando as duas cidades, e que ampliará “esse alinhamento” envolvendo os municípios de Itaporanga D’Ajuda e Laranjeiras.


Debates e sugestões


Preocupada com as questões ambientais diante do grande fluxo de pessoas que desembarcam na Croa do Goré, a representante do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Katarina Aragão Ponciano, recomendou atenção dos órgãos públicos para elaboração de políticas públicas de sustentabilidade para o local. “Cultura, meio ambiente e turismo ancoram a questão do desenvolvimento”, refletiu. Já o presidente do Sindicato de Hotéis Restaurantes Bares e Similares do Estado de Sergipe (SHRBS), Manoel Lisboa, considerou importante se avaliar a infraestrutura que é oferecida nos atrativos no estuário do rio Vaza-Barris. “É preciso criar uma infraestrutura mínima nesses pontos turísticos”, recomendou.


Um dos pontos que gerou atenção dos representantes do trade turístico foi a conclusão das obras do Centro de Convenções de Sergipe. O secretário de Estado do Turismo, Manoel Franco Neto, informou que as obras serão concluídas e por sugestão do vice-presidente do COMTUR, Antônio Carlos Franco, será realizada uma visita técnica com os membros do Conselho para uma avaliação do andamento das obras.


O presidente da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), Cássio Murilo Costa, considerou importante trabalhar a questão do turismo aproveitando a riqueza e diversidade cultural que tem a cidade. "Trazer para o conselho esse debate é muito bom, isso para a gente é caríssimo, e queria que todos refletissem sobre a cultura como atrativo para o turismo”, destacou, lembrando que o prefeito Edvaldo Nogueira coloca como projeto estratégico, prioritário, a ocupação cultural da cidade. “O Centro Cultural de Aracaju fica no marco zero da cidade e é preciso explorar esse ponto. A ideia da Marinete do Forró circular por esse marco zero já existe e eu quero parabenizar a Semict por essa somação de cultura e turismo”.


Na mesma linha, o secretário municipal da Juventude e do Esporte (Sejesp), Jorge Araújo Filho, ressaltou o envolvimento intersetorial de secretarias para o fortalecimento do turismo e deu como exemplo de produto para ser explorado pelo setor a Corrida Cidade de Aracaju. "A Sejesp, com o apoio do trade e da Semict, está trazendo dois influenciadores digitais que vão participar da Corrida Cidade de Aracaju, correndo os 24 quilômetros da prova”, destacou, enaltecendo a importância da divulgação positiva que eles farão sobre o evento e sobre a cidade.

 

São João Orla

 

Finalizando a pauta, o empresário Otavio Meira Lins, diretor regional da Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (ABLA/SE), apresentou o projeto São João Orla de Atalaia, “visando consolidar um calendário turístico permanente para movimentar o turismo e estimular a cultura regional". A proposta é formatar uma programação junina diversificada em toda a extensão da Orla da Atalaia. “O projeto já foi apresentado à Semict e à Setur do Estado. É fácil fazer um evento desse e mesmo que não tenha um grande público no primeiro, a gente vai aperfeiçoando, porque tem um enorme potencial”, avaliou.


“Nós revitalizamos um grupo de discussão dos temas mais importantes não só do turismo, mas para toda a coletividade, e a Prefeitura, preocupada com isso, liderou essa revitalização do conselho. A reunião de hoje foi uma maravilha, discutimos da academia, ao sentido prático das coisas. Este conselho está de parabéns, porque foi uma reunião extremamente proveitosa, com presença maciça dos seus membros e as presenças dos secretários de estado e do município”, enalteceu o presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagem, seccional Sergipe (Abav/SE), João Ávila.


Para o secretário Ricardo Mascarello, a reunião consolida a importância do COMTUR e realça a qualidade dos membros do colegiado. "O que vimos hoje aqui foi um grupo super qualificado de debatedores, todos experientes, com know-how reconhecido, e com vontade para propor ideias e ações que fortaleçam o turismo em Aracaju e Sergipe", concluiu.