Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Saúde

Prefeitura inicia projeto Aracaju sem esquistossomose no bairro 17 de Março

11/02/2020 15h00

A Prefeitura Municipal de Aracaju desenvolve, de forma intersetorial, nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), o projeto 'Aracaju sem Esquistossomose', que, atualmente, está em execução no bairro 17 de Março. A ação consiste, principalmente, em realizar coletas para exame parasitológico, a fim de detectar possíveis infecções, e acontece por meio de parceria entre o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e a Rede de Atenção Primária (Reap), através da UBS Dr. Roberto Paixão.

De acordo com a gerente do CCZ, Marina Sena, o trabalho de combate aos vetores e hospedeiros intermediários de doenças transmitidas por animais acontecesse durante todo o ano, porém, no caso da esquistossomose, conforme mapeamento dos bairros da capital, ações mais específicas são realizadas com o objetivo de intensificar o trabalho.

“Iniciamos esse trabalho ano passado no bairro Santa Maria, em parceria com as três UBS da região [Osvaldo Leite, Elizabeth Pita e Celso Daniel], onde foram realizados 5.157 exames, com 128 com resultado positivo. Hoje, no 17 de Março, continuamos com o mesmo fluxo, colhendo amostras, encaminhando para análise no CCZ e direcionado os casos positivos para tratamento nas unidades básicas de referência. Paralelamente a esse projeto, ainda estamos fazendo o mapeamento do bairro para ter um panorama mais detalhado da área”, explicou Marina.

A gerente da UBS Roberto Paixão, Suiane Oliveira, reforça que a adesão da comunidade é fundamental para o êxito da ação. Ela explica que, além disso, a ação proporciona um levantamento mais detalhado dos casos na região.

"O exame é sempre disponibilizado na unidade, mas por meio dessa parceria está sendo possível mapear de forma mais precisa os casos no território. Para isso, contamos com o trabalho dos agentes de saúde, e fazemos ações educativas na sala de espera, com banner e material de divulgação. Dessa forma conseguimos atingir toda a população, fazendo um mapeamento do bairro inteiro", declarou a gerente.

A doença
A esquistossomose é uma doença parasitária causada pelo Schistosoma mansoni, conhecida popularmente como “xistose”, “barriga d’água” ou “doença dos caramujos”. A pessoa adquire a infecção quando entra em contato com água doce onde existam caramujos infectados pelos vermes causadores da esquistossomose.

Qualquer pessoa, de qualquer faixa etária e sexo, pode ser infectada com o parasita da esquistossomose. Inicialmente a doença é assintomática, mas pode evoluir e causar graves problemas de saúde crônicos, podendo haver internação ou levar à morte.