Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Agência Aracaju de Notícias

Prefeitura investe em ações contínuas de limpeza e monitoramento de canais

14/02/2020 05h15

Na capital sergipana, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), mantém, de forma regular, a execução do serviço de limpeza e monitoramento dos 65 canais que integram a rede de drenagem da cidade, de modo a minimizar possíveis transtornos, sobretudo em períodos chuvosos.

Por meio de três métodos de limpeza, a Emsurb segue uma programação diária de serviços, em todas as regiões da cidade, atendendo a todos os canais de Aracaju, principalmente os que demandam mais atenção devido às incidências de transbordamento em período de chuvas mais fortes.

O presidente da Emsurb, Luiz Roberto Dantas, ressalta a importância desse trabalho diário para a manutenção da cidade. “É quando cai a chuva que as pessoas se dão conta da importância dos canais para a cidade e, no caso, para o sistema de drenagem. Eles são responsáveis por escoar a água da chuva e evitar enchentes. Por isso, seguimos a programação diária de limpeza e manutenção num trabalho que visa, sobretudo, a prevenção”, ressalta.

Desenvolvido pelas equipes da Diretoria de Operação (Dirop) da empresa municipal, o serviço é planejado para atender, primordialmente, os canais mais intensos da cidade, como o da avenida Airton Teles, na zona Norte de Aracaju, por exemplo.

O serviço de limpeza dos canais da cidade é feito por três métodos distintos. No método manual, a limpeza é toda feita pelos agentes, com auxílio de ferramentas específicas e um caminhão tipo caçamba, os profissionais capinam, varrem, roçam e recolhem o lixo das margens e dos leitos dos córregos.

Já a limpeza mecanizada conta com uma escavadeira hidráulica, que retira do fundo do canal grande quantidade de lama acumulada com a passagem da chuva. Por fim, o método de barragem permite que o lixo seja retirado das áreas mais inacessíveis existentes nos canais. Neste caso, o lixo é empurrado pelo fluxo de água para uma tela que o retém.

“Todos os canais passam por esse processo de limpeza, dentro da programação. Quando se tem uma chuva intensa, em um curto espaço de tempo, é claro que essa drenagem demora, pode ter algum tipo de alagamento, mas, ultimamente, a limpeza dos canais tem garantido o não transbordamento dos canais. É uma vigilância permanente, com monitoramento diário realizado pela Dirop”, destacou Luiz Roberto.

Cooperação
Ainda que exista todo um trabalho focado, ao presidente da Emsurb reforçou o papel da população para a manutenção dos canais da capital.

“Um dos maiores problemas que ainda enfrentamos tem a ver com o descarte irregular de lixo nos canais. Infelizmente, quando chove, fica muito claro que as pessoas ainda insistem em utilizar os canais como depósitos de lixo e isso não pode acontecer. É certo que a Prefeitura precisa sempre melhorar os serviço, mas, muito do trabalho realizado precisa contar com a cooperação da população”, afirmou Luiz Roberto.

De acordo com o presidente da Emsurb, a Prefeitura realiza diversas atividades e disponibiliza vários equipamentos que permitem à população evitar descarte irregular de lixo.

“A coleta de lixo é regular em 100% da cidade, temos o Cata-treco que funciona e passa pelos bairros recolhendo os objetos volumosos, temos várias caixas estacionárias espalhadas pela cidade, temos 60 PEVs espalhados por Aracaju, temos os Ecopontos que têm sido instalados pela cidade (bairro Industrial, Coroa do Meio e Santos Dumont) e estamos para inaugurar o do 17 de Março. Então, não há motivo para insistir no descarte irregular de lixo. A Prefeitura tem que exercer a sua função, mas, a população também tem o seu papel na limpeza da cidade”, concluiu.