Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Saúde

Prefeitura realiza Dia D de vacinação contra o sarampo

15/02/2020 10h54

A Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), realizou neste sábado, 15, o "Dia D" da Campanha de Vacinação Contra o Sarampo deste ano, em todas Unidades Básicas de Saúde, no horário das 7h às 13h. O foco principal dessa campanha é a imunização das pessoas com idade entre 5 e 19 anos. A Campanha Contra o Sarampo segue até o dia 13 de março.

“A procura foi satisfatória, apesar de as pessoas também já procurarem atendimento no decorrer da semana, mas o dia D é importante por proporcionar o serviço àquelas pessoas que não têm oportunidade de vir à unidade em dias úteis. Munido da caderneta de vacinação, os profissionais avaliam a necessidade da vacina”, explica a coordenadora do Programa de Imunização da SMS, Ilziney Simões.

Durante a semana, as doses da vacina tríplice viral estão disponíveis nas UBS de Aracaju, de segunda a sexta-feira das 7h30 às 16h30, mas quem já tomou as duas doses não precisa se vacinar. Sobre a faixa etária apta a receber as doses, Ilziney explica que o município segue o que orienta o Ministério da Saúde.

“A primeira dose é aplicada com um ano de vida, e a segunda com um ano e três meses. Mas se o indivíduo tem até 29 anos e ainda não tenha recebido essas duas doses, ou falta apenas uma, ele deve procurar a unidade básica de saúde para tomar a dose pendente. E se ele tem entre 30 e 49 anos também deve procurar a unidade, caso ainda não tenha tomado a tríplice viral”, declarou.

Importância da imunização

A coordenadora alerta ainda para a importância da imunização. “A segunda dose, até 29 anos é imprescindível, porque o Ministério da Saúde preconiza esquemas, e o da tríplice viral até 29 anos é de duas doses. E quem tem idade entre 30 e 49 anos e não tenha recebido ainda, é de apenas uma dose. É preciso seguir o que está preconizado pelo Ministério da Saúde para garantir a proteção da população”.

Ainda de acordo com Ilziney Simões, o Ministério da Saúde também orienta vacinar as crianças de seis meses a menor de um ano, diante da circulação do vírus do sarampo no Brasil ocasionando surtos da doença em outras localidades. Trata-se de uma medida temporária, mas que deve permanecer até a interrupção da transmissão do vírus do sarampo no país.

Ao receber a informação na UBS Dona Sinhazinha, a técnica em Enfermagem, Amanda Dayana, garantiu a dose extra para o pequeno Bernardo, de seis meses. “Fico mais tranquila, até porque o vírus está circulando no país, um vírus perigoso, a doença mata. E saber que ele vai poder tomar uma dose extra, antes da dose prevista pelo calendário, justamente para protegê-lo, me deixa bem tranquila”, afirmou.

Wellma Souza Matos, que mora no conjunto Leite Neto, também aproveitou o sábado livre para atualizar a caderneta de vacinação dos três filhos. “Trouxe logo, porque a preocupação é grande. Tenho uma de 18, outro de 12 e o mais novo com nove anos, e quero que eles cresçam com saúde. E hoje é um dia mais tranquilo, com a demanda do posto voltada para a vacinação”, reconheceu.