Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Assistência Social e Cidadania

Prefeitura desenvolve diversas atividades alusivas ao carnaval nas unidades socioassistenciais

20/02/2020 13h30

Em todas as regiões da ciadde, a Prefeitura de Aracaju, por intermédio da Secretaria Municipal da Assistência Social, está promovendo festas alusivas ao Carnaval em todos os 16 Centros de Referência da Assistência Social (Cras) do município neste mês de fevereiro.

Nesta quinta-feira, 20, 12 equipamentos da Proteção Social Básica e Especial realizam blocos de rua, bailes e festas para crianças, adolescentes, adultos e idosos assistidos pelas unidades socioassistenciais.

De acordo com a secretária adjunta da Assistência Social de Aracaju, Selma França, os usuários do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) nos Cras participam de diversas atividades artísticas, culturais, de lazer e esportivas diariamente e as festas de Carnaval são promovidas para valorizar a cultura e proporcionar momentos de diversão.

“Temos a preocupação de preservar a cultura de uma festa típica brasileira que traz alegria, divertimento e integração entre a comunidade para uma população que vive em situação de vulnerabilidade social e que, muitas das vezes, não tem a oportunidade de participar de momentos como esses. É uma satisfação ver a alegria no rosto de cada um de nossos usuários e garantir o direito de acesso ao lazer”, destacou.

O Cras Madre Tereza de Calcutá, no bairro Jabotiana, foi um dos equipamentos que promoveu mais uma edição do “Carna Cras”. Para a coordenadora da unidade, Luciana Teles, o evento é uma forma de construir e reconstruir as vivências individuais e coletivas.

“Reunimos usuários do SCFV para mais uma edição da festa que é realizada todos os anos. Preparamos apresentações de danças, brincadeiras e saímos com um bloquinho pelas ruas do Largo da Aparecida. É um momento de comemorar a chegada do Carnaval e festas como essas são fundamentais para fortalecer os vínculos familiares e comunitários porque conseguimos fazer com que toda a comunidade do local faça parte desse momento”, relatou.

Animado, o oficineiro e professor de artes marciais dos Cras Madre Tereza, Anderson Oliveira sentiu-se satisfeito ao ver a alegria de todas as pessoas na festa. “Nós que acompanhamos o dia a dia deles sabemos das dificuldades de cada um. Muitos não têm a oportunidade de vivenciar momentos de felicidade e aqui eles puderam brincar e interagir uns com os outros e com a vizinhança. Foi muito legal”, contou.

O autônomo Erick Ernandes Ferreira mora no bairro Jabotiana há 34 anos e sempre ofereceu apoio para a equipe técnica do Cras. “Nasci e me criei aqui. Sempre que eles precisam de algo, faço questão de ajudar porque eles também nos ajudam com os benefícios, passeios e festas. Me sinto útil e alegre de ver que nós, da comunidade, podemos contar com o Cras para participar de várias atividades, assim como para garantir os nossos direitos”, disse.

A aposentada Evanira Lima, 63, participou do “Carna Cras” pela segunda vez. Ela está há dois anos na unidade e não parou de dançar um só minuto. “Sou animada por natureza. Vim para me distrair, para sair de casa. Gosto de participar porque não tenho para onde ir, não tenho esses momentos de lazer, e quando tem eventos como esse, aí é que não perco mesmo, é bom demais. Vou para as festas, passeios, faço várias atividades aqui no Centro”, disse.

Outras unidades
Além do Cras Madre Tereza de Calcutá, também foi realizado nesta quinta-feira, festas carnavalescas nas seguintes unidades: Maria José Menezes, Carlos Hardman Côrtes, Porto Dantas, Maria Diná Menezes, Pedro Averan, Jardim Esperança, Santa Maria, Gonçalo Rollemberg Leite, Abrigos Sorriso e Caçula Barreto, Casa Lar Nalde Barbosa e Centro Especializado Para Pessoas com Deficiência (Centro- Dia).