Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Educação

Projeto Mundo encantado do fundo do mar estimula cuidado com o meio ambiente na Emei Quintina Diniz

11/01/18 17h14

“Uma escola onde polvos, lulas e siris-patola, todos os peixinhos e estrelas-do-mar se juntam alegres para estudar”. Essa é a sinopse do livro A Escolinha do Mar, da escritora Ruth Rocha, o primeiro a ser trabalhado com as crianças da Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Professora Quintina Diniz, localizada no bairro Siqueira Campos, como parte do projeto 'Mundo encantado do fundo do mar', que acontece durante todo esse mês de janeiro e terá sua culminância nos dias 30 e 31, com a visita ao Oceanário de Aracaju.

Não somente o livro de Ruth Rocha, mas filmes infantis, músicas educativas e outras atividades pedagógicas estão inseridas no projeto da Emei.  De acordo com a coordenadora pedagógica da Quintina Diniz, Nadja Bispo, as crianças confeccionarão prendas com materiais recicláveis e elaborarão painéis. A intenção é que a escola seja um espaço em que os alunos aprendam noções de preservação ao meio ambiente e sejam conscientes do seu papel de cidadão no mundo.

Nadja Bispo explica que o meio ambiente é um assunto que desperta interesse nas crianças  fazendo com que as professoras dialoguem constantemente sobre o assunto em sala de aula e ao ar livre, ensinando sobre os cuidados com o lixo, a reciclagem e demais assuntos relacionados com à educação ambiental.

“É importante que a pessoa tenha acesso a esse conteúdo ainda na educação infantil porque é nessa fase escolar que eles estão formando a base de sua aprendizagem e também de sua personalidade. O objetivo é que eles aprendam que têm que cuidar do meio natural ao seu redor e que é da responsabilidade de cada um  construir um mundo melhor à sua volta”, explica a coordenadora.

Nadja pontua, ainda, que os alunos agem como multiplicadores dos ensinamentos sobre os cuidados com o meio ambiente. “É interessante destacar que muitas vezes a criança chega em casa contando para os pais o que aprenderam na escola e, assim, é colocada no papel de educadora também, já que pode passar informações sobre a natureza e o nosso papel para com ela”, ressalta.