Dar preferência ao pedestre é regra fundamental para a segurança no trânsito

Agência Aracaju de Notícias
27/10/2023 10h00

Tráfego de ônibus, transporte escolar, veículos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e táxis somente pela faixa exclusiva; desembarque de passageiros do transporte coletivo diretamente no ponto; carros parando para o pedestre atravessar em segurança na faixa; motoristas respeitando as sinalizações verticais e os limites de velocidade. Esse é o cenário ideal para se ter um ambiente de trânsito saudável e harmonioso, com todos respeitando as regras, e é para isso que a Prefeitura de Aracaju, por meio da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), tem reforçado campanhas educativas, sobretudo nas vias que contam agora com os corredores de mobilidade.

Assim como condutores de veículos devem respeitar as regras de trânsito e adotar atitudes e condutas respeitosas, os pedestres também devem estar atentos ao comportamento nas vias, a fim de evitar acidentes. De acordo com o diretor de Trânsito da SMTT, Thiago Alcântara, é importante que o pedestre esteja com todos os sentidos bem atentos durante a travessia na faixa.

“Não deve utilizar fone de ouvido com música alta, tem que estar olhando ao redor e não usar o celular atravessando a faixa de pedestre, porque é um risco, já que a pessoa pode não perceber a presença de um veículo ou motocicleta, ou acabar tropeçando em um obstáculo e cair em via pública. É importante, inclusive, que o pedestre procure a faixa, mesmo que exija um deslocamento um pouco maior em relação à sua rota, para poder fazer a travessia segura, no local adequado, que é devidamente sinalizado”, orienta o diretor.

Segundo ele, a Coordenadoria de Educação para o Trânsito (CET) da SMTT reforça, durante as ações educativas, a importância do “sinal de vida”, que deve ser utilizado por quem atravessa as faixas de pedestre. “O sinal de vida, nada mais é, do que externar a intenção que o pedestre tem de atravessar na faixa. Ele precisa sinalizar que quer fazer a travessia, sob pena até do condutor dar preferência e não ser o caso de realizar uma travessia, o que acontece bastante. Então, não só o pedestre deve sinalizar suas intenções. Como é interessante que, da mesma forma que o veículo automóvel e motocicleta tem o sinal de intenção, que são as setas, assim como o ciclista utiliza os braços para poder sinalizar as suas intenções, o pedestre também deve usar uma linguagem corporal com o mesmo intuito, fazendo com que o condutor tenha mais tempo e segurança para poder parar, dando a preferência na faixa”, explica Thiago.

Corredores
Em Aracaju, os condutores de veículos e motocicletas que transitarem pela faixa exclusiva de ônibus cometem infração gravíssima de trânsito e estão sujeitos à multa de R$ 293,47 e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), conforme disposto no artigo 184, III do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Essas regras de trânsito são fundamentais para a segurança, organização e redução de riscos de sinistros. A responsabilidade de conhecer e obedecer as regras é de todos, portanto, quanto mais os condutores de veículos respeitarem a faixa exclusiva de ônibus dos corredores (Beira Mar, Centro/Jardins, Hermes Fontes e Augusto Franco), bem como darem preferência aos pedestres e assim protegê-los, menor será a probabilidade de ocorrer acidentes de trânsito.

“Transitar na faixa exclusiva do transporte público é uma infração de trânsito como outra qualquer. Gera riscos ao pedestre e ao próprio condutor que transita indevidamente por ela. Por isso é tipificada como infração gravíssima pelo CTB. Assim como deixar de dar preferência ao pedestre na faixa também é uma infração gravíssima, bem como dirigir ameaçando o pedestre, parar sobre a faixa também sempre vai ser uma infração de trânsito. Os condutores devem estar atentos ao distanciamento entre os veículos para que não parem em cima da faixa, obstruindo-a, e para não fazer a circulação na faixa exclusiva, cometendo infração de trânsito. A menos que ocorra em horários em que há a permissão, ou seja nos corredores Beira Mar, Augusto Franco e Centro/Jardins”, reforça Thiago Alcântara.

O corredor Hermes Fontes, onde a faixa exclusiva para os ônibus está no canteiro central da via, e onde foram instaladas as lombofaixas, requer atenção redobrada de todos os envolvidos no trânsito. “É importante que, além de respeitar o limite de velocidade da via, que está sinalizado verticalmente, que o condutor esteja atento às outras sinalizações, inclusive a sinalização da faixa de pedestre, que impõe que ele tenha mais atenção, mais cuidado e já reduza a velocidade. Além de não ultrapassar a velocidade, ele tem que reduzir a velocidade ao se aproximar da faixa de pedestre, por conta da possibilidade de haver uma travessia inesperada, já que ali é faixa, e ocorrer um acidente. Condutor estando em velocidade baixa, com certeza vai conseguir frear numa situação dessa”, orienta o diretor.