População reconhece importância do serviço Cata-Treco

Agência Aracaju de Notícias
17/10/2023 08h00

Com o compromisso de manter a reconhecida qualidade dos serviços de limpeza urbana, a Prefeitura de Aracaju garante a coleta domiciliar diária, realizada pela Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), disponibiliza estação de entrega voluntária de resíduos sólidos, os ecopontos, e realiza também o programa Cata-Treco, criado para facilitar a vida dos aracajuanos e contribuir para o controle de pragas na capital.

O Cata-Treco percorre os bairros quatro vezes por semana (segunda, terça, quinta e sexta), a partir de um roteiro planejado, recolhendo materiais que não têm mais serventia e que muitas vezes são descartados irregularmente em ruas e avenidas da cidade.
 
A população pode ter acesso ao cronograma do Cata-treco acessando o site ou as redes sociais da Prefeitura, ou solicitar o serviço por meio do agendamento prévio, realizado por meio do telefone (79) 3021-9914.

Para a dona de casa Vilma Oliveira a regularidade do serviço garante segurança para as comunidades, seja pela certeza de descarte correto, o que ajuda o meio ambiente, como também por assegurar que as residências possam permanecer organizadas, assim como o município como um todo.  

“Ajuda a gente e muito, porque a coleta só leva lixo comum. Às vezes a gente tem entulho e precisa contratar um carroceiro, mas não temos certeza se eles vão jogar fora no lugar certo. Eu mesma peguei o número, porque estou sozinha aqui em casa, com o joelho machucado, e não consigo carregar o peso do quintal para aqui na porta, então um serviço como esse ajuda com certeza, deixa a cidade mais limpa e organizada”, diz.
 
De acordo com a Lei municipal nº 4.452/2013, a prática de descarte irregular de resíduos é considerada crime ambiental. Atos deste tipo podem ser denunciados à Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema), por meio do número 3225-4173, pelo WhatsApp 79 998135-6961; ou por meio da plataforma digital AjuInteligente. A punição para quem descartar irregularmente resíduos sólidos é auto de infração, com multa que varia entre R$1 mil e R$1 milhão.

“Eu vejo toda semana,  já fico na expectativa porque me ajuda muito. Para um aposentado como eu, que gosta de ficar aqui na praça, é o meu lazer. Esse trabalho da Prefeitura é dez, porque deixa tudo limpo. Melhora a vida de todo mundo, não só a minha. Quantas pessoas têm em casa um móvel usado e não podem pagar para jogar fora? É um serviço que a Prefeitura não pode deixar de fazer nunca”, defende Augusto de Sousa Oliveira, que mora há 34 anos no bairro América.

Berenice Bispo, 73 anos, por sua vez, ressalta o cuidado e a atenção das equipes que retiram os objetos com aqueles que solicitam o serviço. “Eu acho o serviço bom, porque ajuda a gente a fazer a limpeza, não deixar tudo amontoado, evita doenças, né? Minha filha foi quem ligou para eles pegarem uma estante e eles vieram mesmo. Fui muito bem atendida, graças a Deus”.

O trabalho é especialmente importante para os aracajuanos que já estão na terceira idade, com a mobilidade reduzida e já não podem mais fazer o mesmo esforço dos tempos de juventude, como aponta José Carlos dos Santos.

“É muito bom, bem melhor do que a gente jogar de qualquer jeito, inclusive podendo ser multado. Aumenta a segurança também, porque o entulho às vezes atrai baratas, ratos e até escorpiões e tudo isso é complicado para a gente. Eu acredito que vocês estão fazendo um ótimo trabalho. Para mim mesmo, que não posso mais pegar peso, sempre é bom ter uma ajuda”, diz.