Réveillon 2024: estrutura da festa, hospitalidade e beleza local encantam turistas

Agência Aracaju de Notícias
01/01/2024 02h00

Com toda uma estrutura preparada para receber milhares de pessoas com tranquilidade e alegria, a característica hospitalidade do aracajuano e uma posição geográfica privilegiada pela beleza da Praia da  Cinelândia, na Orla da Atalaia, a festa de Réveillon 2024, realizada pela Prefeitura de Aracaju, encanta os visitantes que decidem aproveitar os últimos momentos do ano na capital.

Com dois dias de programação, a dimensão do que foi preparado em termos de infraestrutura e serviços, deixa os visitantes entusiasmados, como é o caso do empresário Antônio Sérgio Ferreira, que veio de Garanhuns, Pernambuco.

A cidade é maravilhosa, conhecemos a Orla da Atalaia hoje, passamos o dia. O que nos atraiu foi o tamanho da festa, maior que lá no interior, outra proporção. Estamos casados, esperando um filho, então a expectativa é que 2024 seja ainda melhor do que foi 2023.

A decisão de passar a virada em Aracaju foi tomada em conjunto com sua esposa, Franciele Wanderley, que ficou especialmente contente com a recepção que recebeu em terras sergipanas, além da já conhecida limpeza e organização.

“A gente percebeu que as pessoas são bem simpáticas, educadas e receptivas. A cidade é muito limpa e organizada, gostamos bastante. Para 2024 é continuar amando e que ele seja melhor que 2023, que já foi incrível”, diz.

A estudante Keila Fontes, 17 anos, por sua vez, veio de Fátima, Bahia, e se encantou com a programação eclética e com o clima de celebração e tranquilidade.

“É uma cidade muito boa, a vibe incrível. Escolhi vir passar aqui, porque é um lugar onde me sinto bem. Cheguei ontem, gostei muito do Samba de Salto e hoje estou muito feliz com o show do Psirico. Espero que 2024 seja um ano de muitas realizações e felicidade”, afirma.

Para o comerciante Mateus Sousa, de São Domingos, aqui mesmo em Sergipe, vir à capital foi a chance de conseguir uma renda extra e, ao mesmo tempo, aproveitar um evento especial.

“Eu vim para Aracaju porque é um lugar que dá para vender bastante, ainda mais no fim de ano, e também curtir. Então, consigo uma renda boa e ainda aproveito essa praia linda”, conta.