Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Cultura

Inscrições para a terceira temporada do Quinta Instrumental estão abertas com novo formato

05/02/19 18h05

Os aracajuanos amantes da música instrumental já podem anotar na agenda o compromisso para as quintas-feiras, pois o ‘Quinta Instrumental’ está com data definida para iniciar a terceira temporada. Já os talentos da música instrumental sergipana fiquem atentos, pois as inscrições para a seleção de projetos dos músicos interessados em compor o cronograma de apresentações, iniciam nesta terça-feira, 5.    

O edital já foi lançado e as inscrições podem ser feitas até o dia 1º de março, no Mapa Cultural de Aracaju, uma plataforma digital criada para o cadastro de todos os produtores culturais da cidade. Os interessados em se apresentar no Quinta Instrumental 2019 devem acessar o  http://mapa.cultura.aracaju.se.gov.br e preencher o formulário de inscrição. O cachê dos músicos selecionados agora é de R$ 2.500.

Traduzido pelos próprios artistas como um divisor de águas, o projeto idealizado no ano de 2017 pela Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju) retorna com uma nova roupagem. A partir de março, o Quinta Instrumental inicia e não será mais semanal. O projeto passa a ser uma vez por mês, dividido em três blocos trimestrais (março, abril e maio; julho, agosto e setembro; outubro, novembro e dezembro).

O novo formato ainda traz mais novidades. A temporada 2019 será de dois dias. A abertura contará com um workshop ministrado por um artista nacional e/ou internacional voltado para os músicos sergipanos. Já no segundo dia, terão duas apresentações, sendo uma com artista local, que será selecionado através do edital e, logo após, uma apresentação com o músico convidado ministrante do curso. 
 
“O Quinta Instrumental é um projeto que potencializa a criação, interpretação e execução da música instrumental em suas mais variadas formações. O novo formato planejado manterá a diversidade de gêneros musicais e continuará a incentivar a cena local da música instrumental. Com a proposta de dar vida ao centro histórico da capital sergipana, o evento continuará cumprindo com a sua missão social”, explica o presidente da Funcaju, Cássio Murilo.

O diretor de Arte e Cultura da Funcaju, Nino Karvan, ressalta que o edital é a forma mais democrática para a escolha dos artistas locais e vem dando certo desde a segunda temporada, em 2018. “Montamos uma banca julgadora muito experiente com artistas e produtores culturais. É uma maneira de selecionarmos através de alguns critérios os profissionais que mais se enquadram no projeto. Essa é uma forma de sermos justos com todos que têm o interesse em participar”.

Para o músico Alberto Silveira, que já participou das duas temporadas do Quinta Instrumental, o projeto traz cultura e fortalecimento da música instrumentista sergipana. “É uma ação benéfica ao cenário cultural local. Existem ótimos projetos musicais em Sergipe que ficam isolados com pouco conhecimento do público. E o Quinta viabiliza essa exposição. Além de oferecer ao artista a chance de agir somente como artista, sem as preocupações extra musicais, já que o projeto oferece um bom palco, com som de qualidade e profissionais empenhados”, elogiou.

Com entrada gratuita, o Quinta Instrumental oferta música de qualidade, a partir das 20h, no Teatro João Costa, localizado na praça General Valadão, considerado o marco zero da capital.