Prefeitura promove roda de conversa sobre empoderamento das mulheres

Agência Aracaju de Notícias
07/02/2023 17h10

A Prefeitura de Aracaju realizou na tarde desta terça-feira, 7, uma roda de conversa junto às comunidades dos bairros Lamarão, Soledade e Bugio. O encontro, realizado no Centro de Referência da Assistência Social (Cras) Doutor Carlos Fernandes de Melo, contou com a participação da advogada e presidente do Instituto Ressurgir, Valdilene Martins, e abordou temas relacionados ao empoderamento das mulheres.
 
A ação é fruto do Trabalho Social na área de habitação, coordenado pela Diretoria de Gestão Social da Habitação da Assistência Social, e faz parte de uma série de intervenções técnico-social norteadas pelo Ministério das Cidades, exigidas pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que está financiando a construção da nova avenida Perimetral Oeste. Esta obra integra o Programa de Requalificação Urbana Construindo para o Futuro, e a partir dela o Município está realizando diversas ações de cunho social, ambiental e econômico, através da Diagonal, empresa contratada para desenvolver este trabalho.
 
Durante a roda de conversa, a sala do Cras do bairro Lamarão ficou lotada de mulheres moradoras da região, que tiveram a oportunidade de participar de um bate-papo descontraído com a advogada Valdilene Martins sobre temáticas como violência doméstica, machismo, violência contra a mulher, entre outras. A palestrante iniciou a sua fala contando um pouco da sua própria experiência com violência doméstica, e despertou no público a consciência de que nenhuma mulher nasceu para sofrer.
 
Ainda durante a conversa, Valdilene Martins abordou tópicos importantes como machismo, feminicídio, educação das crianças, e ressaltou que também é importante não generalizar o comportamento masculino como machista e misógino. A advogada destacou que é preciso que todas estejam atentas a alguns comportamentos que contribuem para a perpetuação da violência, e falou sobre a importância dessa conversa com as mulheres.
 
“É um assunto que não se exaure, uma temática sobre a qual a gente tem que estar sempre falando. Questões complexas não têm solução fácil. Uma das coisas que mais faltam, no meu ponto de vista, é a educação. Quando a gente educa meninos e meninas para a igualdade, excluindo questões como machismo, misoginia, discriminação, racismo, a gente adquire uma qualidade de vida, prioriza a saúde da família e, consequentemente, o mundo fica um lugar melhor para se viver”, declarou.

Bastante atenta a tudo o que estava sendo dito, a dona de casa Iranilde Alves dos Santos, de 75 anos, aprovou a iniciativa. “Eu acho que não se pode praticar a violência contra mulher nenhuma. Essa conversa de hoje está sendo muito boa, pois está trazendo mais mais esclarecimentos para a gente. É importante trazer esse debate para nós assistirmos e participarmos”, disse.

Opinião semelhante teve dona Cleusa Jesus Novais, de 65 anos. “Eu não sou a favor de quem é violento contra a mulher. Essa roda de conversa está sendo muito boa porque estamos aprendendo muitas coisas que não sabíamos. Semana passada foi sobre saúde, hoje é sobre violência, então estamos recebendo mais conhecimentos”, afirmou.

Maria Fabiana Santos é líder comunitária e declarou que a roda de conversa foi uma ótima experiência. “A gente vai aprendendo um pouco mais a lidar com os nossos filhos, nosso esposo, é muito bom. Essa conversa está nos trazendo mais conhecimentos, nos ensinando a não mais aceitar a violência doméstica”, disse.

Avenida Perimetral
Pensando em levar maior desenvolvimento, integração e melhoria na mobilidade urbana da zona Norte, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), está realizando a construção da nova avenida Perimetral Oeste.
 
Esta será mais uma via de ligação ao município de Nossa Senhora do Socorro e rodovias próximas, e vai mudar a dinâmica dos bairros Bugio, Soledade, Jardim Centenário, Olaria, Santos Dumont e Lamarão. Além disto, promoverá o desafogo das avenidas General Euclides Figueiredo e Paulo Figueiredo Barreto.

Ao todo, a nova via terá uma extensão de 7,5 km. A gestão municipal iniciou as obras em três das quatro etapas. Na primeira, o projeto prevê a construção da ponte sobre o Riacho do Cabral, que divide os bairros Bugio e Soledade. Na terceira, a implementação do trecho III da avenida.

Ao todo, a Prefeitura investe aproximadamente R$ 150 milhões na obra, que é um dos principais projetos do Programa de Requalificação Urbana de Aracaju, financiado pelo BID.