Prefeitura Municipal de Aracaju/SE
Agência Aracaju de Notícias

Organização do ‘Rasgadinho’ considera fundamental apoio logístico da Prefeitura

20/02/2020 10h00

Comprometida com a fomentação da cultura popular e o bem-estar dos foliões, a Prefeitura de Aracaju garante apoio logístico para a realização do bloco de rua mais tradicional da capital: o “Rasgadinho”, que comemora em 2020 a sua 17ª edição e acontece entre os dias 22 e 25 de fevereiro.

Mesmo não sendo uma realização da administração municipal, o apoio é fundamental, porque visa contribuir para que a festa carnavalesca, a qual deve atrair mais de 60 mil pessoas por dia, transcorra de forma segura e que os foliões sintam-se assistidos pelas ações da Prefeitura, seja no âmbito da limpeza pública, na organização do trânsito ou até mesmo na área de saúde.

Neste sentido, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) se fará presente durante os festejos, por meio das equipes da Rede de Programas de Vigilância Epidemiológica (Repvas) e da Vigilância Sanitária e Ambiental (Revisa). Já o Programa IST/Aids e Hepatites Virais fará a distribuição de 33 mil preservativos masculinos, 2 mil femininos e 15 mil unidades de gel lubrificante, totalizando a distribuição de 50 mil insumos de prevenção.

A Secretaria Municipal da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), por meio da Guarda Municipal de Aracaju (GMA), promoverá a intensificação da segurança nos terminais de integração, a partir da operação Terminal Seguro. Haverá patrulhamento preventivo para garantir a tranquilidade durante o deslocamento dos foliões.

A Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) também tem um plano de ação e vai atuar com a “Operação Carnaval 2020”, acompanhando o percurso e fazendo bloqueio e liberação das vias do itinerário conforme a passagem dos foliões e do trio elétrico.

A Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) fará a limpeza da área antes, durante e depois dos cortejos, assegurando um ambiente mais limpo e atrativo aos brincantes.

“Assim como fizemos nos outros anos, a Prefeitura dará total apoio à realização do Rasgadinho. Vamos trabalhar para garantir a segurança dos foliões, com a Guarda Municipal e a SMTT, e vamos disponibilizar toda a estrutura necessária para que a festa aconteça da melhor forma. O Rasgadinho é uma festa tradicional, que começou com a gente e que fará a alegria dos aracajuanos e turistas, mais uma vez. Ficamos muito felizes em apoiar mais uma edição desse evento que já faz parte da história de Aracaju”, destaca o prefeito Edvaldo Nogueira.

Agradecimento
Um dos organizadores do Rasgadinho, Robson Viana fez questão de agradecer o apoio da Prefeitura. Segundo ele, sem essa parceria, não seria possível colocar o bloco na rua.

“A gente não teria como colocar o carnaval na rua sem a parceria com a Prefeitura, porque são vários órgãos que se envolvem no evento, a exemplo da Emsurb, SMTT, Guarda Municipal. A SMTT organiza todo o trânsito, a Emsurb é responsável por toda a limpeza antes, durante e depois do evento. Ainda tem a disponibilização de banheiros químicos, iluminação, enfim, uma série de coisas. Veja a importância ao ceder toda essa logística de apoio”, afirma.

Percurso
A festa, que já se descortina neste fim de semana, terá apenas cortejos puxados por dois trios elétricos pelas ruas dos bairros Cirurgia e Suíssa, num percurso de aproximadamente quatro quilômetros, mas com a alegria e descontração de sempre.

De acordo com Robson, a concentração será no cruzamento da rua Maruim e avenida Pedro Calazans, a partir das 14h, seguindo para as ruas Estância, Gararu, avenida Edelzio Vieira de Melo, fazendo o retorno pela avenida Hermes Fontes e encerrando na Praça da Bandeira. “Este será o roteiro de sábado até terça-feira de carnaval, sendo que o cortejo começa sempre às 16h”, frisa.

Quando tudo começou
O Rasgadinho começou em 1962, fruto da brincadeira de um grupo de amigos, que tinha dentre os líderes Leopoldo Santos. Eles se reuniam vestidos em trajes rasgados – dando origem ao nome do então bloco – e charangas, batuques, marchinhas, muito confete e serpentina faziam a alegria das comunidades dos bairros Suíssa, Cirurgia e Getúlio Vargas, trajeto que era percorrido até chegarem ao Centro Comercial da cidade, onde se juntavam a outras manifestações de grupos da época.

Mas essa animação ficou esquecida por alguns anos, até que em 2003, o então líder comunitário Robson Viana decidiu resgatar a tradição, e ano após ano, fez com que o Rasgadinho ganhasse corpo, fôlego e robustez, passando a ser uma das maiores festas populares de rua do Brasil e referência no Nordeste do país.

Confira a programação do festejo:

Sábado 22/02

– Cajuína

– Cajurioca

– Cajuranas

– Gugu Brasil

– Orquestra Rasgadinho

– Banda Indomada

– Batalá

Domingo 23/02

– Karla Izabela

– Balança Eu

– Banda Indomada

– Zabumbadores

– Orquestra Rasgadinho

Segunda-feira 24/02

– Estação da Luz

– Mania de Ser

– Banda Indomada

– Descidão dos Quilombolas

– Orquestra Rasgadinho

Terça-feira 25/02

– Papudo Gil

– Banda Aruana

– Banda Indomada

– Batalá

– Orquestra Rasgadinho